Menino que vendia quadros para pagar tratamento de doenças raras nos rins morre vítima da covid-19


 
 

O pequeno Daniel Neves, de 13 anos, que lutava contra doenças raras nos rins, morreu nesta terça-feira (18), em Salvador, vítima da covid-19. O menino era conhecido por pintar quadros e vendê-los pelas redes sociais, como forma de ajudar a custear seu tratamento de saúde para rins policísticos, fibrose hepática e pancitopenia crônica.


“Dan, obrigado por ter deixado nossa vida mais especial com seu jeito alegre, doce, divertido e sapeca! Você cativou tanta gente com seu talento, fez tanto sucesso com seus quadrinhos… Agora você deixará o céu mais colorido! Sentiremos sua falta todos os dias! Siga em paz!”, diz um comunicado da família, postado em sua página no Instagram.


Ouvida pela CRESCER, a mãe Cleide Neves contou que, entre outros problemas de saúde, o menino sofria de rins policísticos, fibrose hepática e pancitopenia crônica. Daniel foi internado no dia 4 de maio e faleceu no dia 18. “Para mim, Daniel foi um grande presente de Deus durante esses 13 anos de vida. Lutamos muito contra suas doenças e Deus esteve sempre em nossa vida nos dando muita força”, declarou a mãe.


Cleide disse que não sabe ao certo como Daniel foi contaminado pelo vírus. “Provavelmente ele estava muito frágil pela doença de base. Suponho que acabou pegando em uma das últimas internações”, relatou a mãe, ressaltando que ela e a filha testaram negativo para a covid-19.


Natural de Guanambi, Daniel se mudou para Salvador aos 8 anos para fazer seu tratamento de hemodiálise, e nos horários vagos desenvolveu a arte de desenhar e pintar. Suas obras eram vendidas pelo Instagram, o que garantia um auxílio financeiro extra para a família.


No dia 2 deste mês, o menino chegou a postar um vídeo em que aparece anunciando o lançamento de seu livro.


Fonte: Revista Crescer

11 visualizações0 comentário