top of page

Médicos removem gaze que ficou mais de 20 anos em corpo de paciente



Em um caso inusitado relatado na revista científica Cureus Medical Jornal em julho deste ano, médicos retiraram um pedaço de curativo que estava há mais de 20 anos no intestino de uma mulher de 65 anos. Segundo a publicação, a paciente chegou ao pronto-socorro com fortes dores abdominais, febre e inchaço no membro inferior direito. Ela também vinha apresentando sintomas de anorexia há um mês e perdeu cerca de oito quilos no período.


Em exames realizados durante o atendimento emergencial, a mulher foi diagnosticada com anemia e início de processo inflamatório na região do abdômen. A paciente fez uma ultrassonografia, e os médicos encontraram a fonte do problema: um corpo estranho alojado em sua cavidade abdominal.


Os responsáveis pelo caso acreditam que a gaze tenha sido esquecida durante uma cirurgia feita em 1999 para retirada de um câncer da mucosa gástrica. Os médicos revisaram todos os exames realizados pela paciente ao longo dos últimos 20 anos para determinar quando o curativo começou a aparecer nas imagens.


A presença de uma massa localizada no quadrante superior esquerdo do abdômen já tinha sido mencionada nos laudos. “Porém, a paciente desconhecia essa informação porque os exames nunca tinham sido abertos ou analisados ​​por nenhum médico”, contam os especialistas, na publicação.


De acordo o artigo, a incidência de material cirúrgico esquecido na cavidade abdominal é baixa, na ordem de uma em cada mil a 1,5 mil intervenções. Porém, este caso apresentou uma novidade, já que a paciente permaneceu completamente assintomática por mais de 20 anos com a presença de um corpo estranho consideravelmente grande na cavidade abdominal.


Fonte: Metrópoles

19 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page