Médico revela história da contusão do ídolo inglês Steven Gerrard: ‘tive que costurar seu pênis'



As contusões fazem parte da vida de qualquer jogador. Lesões de joelho, tornozelo e até na cabeça. Porém, o médico do Liverpool revelou uma história assustadora envolvendo o ex-jogador e agora treinador Steven Gerrard , ídolo da seleção inglesa.


Segundo Andrew Massey, o craque precisou de pontos em seu pênis, após dar um carrinho durante uma partida do campeonato inglês. A experiência, segundo o médico, o deixou “traumatizado”.


Andy, promovido ao posto de médico-chefe da Fifa em março desse ano, fez a revelação em um podcast inglês: "Stevie veio até mim no final da partida e disse: ‘doutor, você tem que dar uma olhada nisso'. Olhei para baixo e vi sangue por toda parte e pensei: 'Uau, isso deve estar muito dolorido’. Eu estava tentando pensar em meu treinamento médico e em nenhum lugar eles ensinam como costurar um pênis”, afirma ele, completando: “pensei comigo: 'não quero que o primeiro pênis que costurei na vida seja de Steven Gerrard, mas foi'".


O ocorrido foi em uma partida de janeiro de 2014, do Liverpool contra o Bournemouth. O ex-jogador já havia falado da história em um livro sobre suas memórias.



“Tirei meu short e a cueca e dei uma última olhada. Esperava não estar me despedindo de um velho amigo. Ele (o doutor) fez um bom trabalho. Não senti dor quando ele colocou os pontos - quatro como ele havia previsto - e voltei para o provador. Com certeza, ele estava desejando ter ficado em casa”, escreveu.


O ex-jogador ainda falou das piadas que sofreu após o ocorrido. “Os rapazes estavam absolutamente se fode... Você pode imaginar quantas piadas sobre polegadas e pontos, tamanho do pênis e minhas futuras apresentações em casa foram feitas. Eu poderia ter estrangulado muitos deles. Muitos jogadores de futebol são as últimas pessoas que você quer discutir sobre o estado do seu pênis fatiado", brincou.


Fonte: iG

4 visualizações

© 2020 Portal Saúde Agora. Tudo sobre SAÚDE em um só lugar!

  • Instagram