Médico receita brincadeiras ao ar livre para crianças e adolescentes

Um ortopedista pediátrico, que trabalha no Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba, resolveu colocar em receitas médicas brincadeiras ao ar livre para crianças e adolescentes. O médico Evando José Góis alerta que muitas crianças e adolescentes estão sofrendo de encurtamento dos músculo por ficarem tanto tempo parados.

Segundo ele, a redução de espaços para as crianças, o perigo das ruas e o crescimento da tecnologia faz com que cada vez mais os pequenos estejam brincando menos, deixando de se movimentar e de praticar esportes. O médico explica que isso aumenta os riscos de doenças provocadas pelo sedentarismo.

“Se você não brinca, se você é sedentário, seus ossos continuam crescendo, mas os músculos estão sendo encurtados, a postura fica ruim, os músculos vão incomodar quando fizer alguma atividade e fica com menor potência”, explica.

Góis recomenda que crianças e adolescentes, que estão em crescimento, devem fazer uma hora de atividade física moderada (que precisa suar) por dia. “Isso ajuda melhorar a autoestima, o aspecto físico, a musculatura, a postura e a performance na escola”, afirma o médico.

O adolescente André Luiz Ventura, de 14 anos, teve problemas de saúde por passar muito tempo sem atividades físicas. “Eu conversava com ele e nunca queria”, conta a mãe, Ivani Ventura. Foi preciso o médico interferir.

Após a recomendação, o garoto trocou o sofá e o celular pela bicicleta. O joelho que tinha problemas sarou, e o peso também foi reduzido. “Estou mais adaptado. Antes eu cansava muito fácil”, diz.

Fonte: G1

#adolescentes #Brincadeiras #crianças #médico

10 visualizações0 comentário