Médico é proibido de fazer cirurgias após interromper prática para gravar TikTok


 
 

Um cirurgião plástico foi proibido de realizar procedimentos estéticos depois de supostamente parar no meio de suas cirurgias para gravar vídeos para a rede social TikTok. De acordo com publicação do Daily Star, Daniel Lanzer, que tem mais de 13 milhões de seguidores na plataforma, foi impedido de realizar todos os tipos de cirurgia estética na Austrália depois que vários pacientes prestaram queixas contra o profissional.


O médico foi proibido após ter sido notificado pela Agência Australiana de Praticantes de Saúde.

Daniel ficou famoso por postar uma série de vídeos em que aparece dançando e realizando cirurgias, o que lhe rendeu milhares de seguidores.


Segundo a publicação, uma de suas pacientes, identificada apenas como Jackie, disse que ela ficou com "dor" e desenvolveu "um caroço" no queixo depois de uma plástica facial mal sucedida que, inclusive, foi postada por ele na rede social. “Ele está no meio de uma cirurgia e fica parando, checando os vídeos. Então ele diz 'Não, não quero assim. Pare com isso, faça de novo'”, disse ela.


Uma outra cliente, que atende pelo nome de Amy, revelou que ele compartilhou sua cirurgia online, sem sua permissão também. Ela mostrou ao Daily Star uma troca de mensagens em que ele se oferece para remover os pontos do procedimento em sua residência.


Uma terceira alegou que a estrela do TikTok o deixou com um caroço de gordura na barriga após uma operação de lipoaspiração mal sucedida. "Se eu soubesse o que sei agora, não teria deixado o doutor chegar perto de mim", disse ele.


A Agência Australiana de Praticantes de Saúde instruiu o médico a excluir todos os vídeos relacionados à cirurgia estética de sua rede social e o impediu de postar sobre procedimentos futuros. Ele se tornou o centro da investigação depois do grande número de denúncias contra ele.


Fonte: Marie Clarie

11 visualizações0 comentário