Médico é afastado após discutir com enfermeira que o interrompeu na hora do jantar, em Maués

O médico Fernando Batista foi afastado do cargo depois de aparecer em vídeo discutindo com uma enfermeira porque ela teria interrompido o horário de jantar dele. O caso ocorreu no último domingo (8), em uma unidade de saúde de Maués, no interior do Amazonas.

A Secretaria Municipal de Saúde e o Conselho Regional de Medicina do Estado do Amazonas (CREMAM) vão abrir um processo administrativo e uma sindicância, respectivamente, para apurar o caso.

O vídeo foi registrado por uma enfermeira da equipe de emergência do Hospital Raimunda Francisca Dineli da Silva, onde o médico já trabalhava há 14 anos. Em nota, o médico informou que “essa enfermeira desde o início tumultuou o plantão. A mesma disse para a garota que filmou que não sabia do médico é que era pra mesma me procurar lá na frente, com risco da mesma levar contaminação de um setor para outro do hospital. Minha conduta foi correta. Tenho plena consciência que agi dentro do exercício legal da minha profissão , em 14 anos como médico nunca fui chamado onde quer que seja por erro médico. Tenho a consciência tranquila. Agradeço o apoio da minha família, dos amigos e de alguns pacientes pelas mensagens e ligações”, diz em trecho do pronunciamento.

Nas imagens, é possível perceber que Fernando demonstra muita irritação durante o atendimento a um paciente que apresentava um quadro de hipoglicemia. Segundo a secretaria de saúde, o médico foi chamado pela equipe de enfermagem porque se tratava de um caso de emergência. Porém, ele tinha saído para jantar e não gostou de ser interrompido.

De acordo com especialistas, o médico agiu de maneira antiética porque durante o plantão médico o profissional deve permanecer de sobreaviso para abrir mão do que estiver fazendo para atender os pacientes.

Tanto a Secretaria de Saúde, quanto o hospital de Maués, se posicionaram dizendo que não toleram comportamento como o registrado no vídeo e que trabalham para que todos os pacientes sejam bem tratados durante o atendimento no pronto socorro.

Em nota, o CREMAM informou que ainda não há denúncia formal contra Fernando Batista. Por conta disso, uma sindicância ex-officio será instaurada – já que o órgão “tomou conhecimento do fato por meio das redes sociais”.

Em relação ao paciente que teve o quadro de hipoglicemia, ele teve a situação controlada e o estado de saúde dele é estável.

Fonte: G1

#afastado #discussão #jantar #médico

1 visualização

© 2020 Portal Saúde Agora. Tudo sobre SAÚDE em um só lugar!

  • Instagram