Médicas posam de biquíni em protesto contra estudo considerado sexista



Um estudo divulgado em dezembro do ano passado acabou viralizando nas últimas semanas. Publicado no Journal Of Vascular Surgery, o estudo analisa o comportamento de profissionais de saúde nas redes sociais. Considerada sexista e machista, a pesquisa provocou reações de mulheres em todo mundo. Em protesto, médicas e outras profissionais da saúde estão postando fotos de biquíni.


De acordo com a publicação, ao optar pelo atendimento de um profissional, o paciente deveria levar em consideração o conteúdo divulgado pelo médico nas redes. Os pesquisadores analisaram as fotos pessoais de 235 médicos e concluíram que 61 deles apresentavam um “comportamento antiprofissional”. Entre os pontos descritos pela revista, está o consumo de álcool, uso de linguagem inapropriada e compartilhamento de fotos de biquíni. A repercussão acabou resultando em um pedido público de desculpas de um dos pesquisadores do estudo. 


A hastag #MedBikini acabou viralizando. Isso porque, embora tenha sido publicado há  muito tempo, o tema acabou ganhando visibilidade na quarentena devido à pandemia do novo coronavírus. 


Médicas de todo o planeta fazem os protestos virtuais e mostram em fotos e vídeos, que conseguem ser boas profissionais mesmo publicando a vida pessoal nas redes sociais.  

Veja alguns exemplos:




Fonte: Estado de Minas


10 visualizações0 comentário