Médica é morta ao tentar levar sobrinho ferido ao hospital, na Ucrânia


 
 

O ministro da Saúde da Ucrânia, Viktor Liashko, declarou na última terça-feira, 1°, que uma médica ucraniana foi morta por soldados russos a tiros enquanto tentava levar o sobrinho ferido ao hospital.


Conforme informou Liashko, a profissional Marina Kalabinoí seguia de carro para uma unidade de saúde localizada na vila de Bukhari, na região da capital ucraniana, Kiev, quando foi surpreendida pelas tropas.


"Eles são desumanos, terroristas, e definitivamente não devem ficar impunes", declarou o ministro em publicação nas redes sociais. "Não vamos perdoar-te por isto”, enfatizou ele, sem dar maiores detalhes sobre como teria sido o ataque.


De acordo com informações do UOL, na mesma publicação, Liashko revelou ainda que fez um apelo, durante a manhã, a médicos russos para que eles condenem os ataques ordenados pelo presidente Vladimir Putin a profissionais da saúde ucranianos.


Fonte: Aventuras na História

18 visualizações0 comentário