top of page

Jojo Todynho: 'O cabelo cai e quebra'. Por que os fios enfraquecem depois da cirurgia bariátrica?



Essa semana, a cantora Jojo Todynho publicou um vídeo em suas redes sociais falando sobre os efeitos da cirurgia bariátrica no cabelo. Ela relatou que seu cabelo quebrou e caiu depois do procedimento.


— Para você que já fez a bariátrica ou vai fazer a bariátrica, é muito importante tomar os ferros e fazer a reposição das vitaminas porque o cabelo realmente cai e quebra — relatou a cantora, enquanto estava no cabelereiro.

A cantora também comemorou que seu cabelo está crescendo após iniciar o tratamento para queda.

— Agora eu começo o tratamento com a tricologista, tô fazendo aplicação de minoxidil. A queda de cabelo é um efeito colateral comum após a cirurgia bariátrica, observado em 30% a 50% dos pacientes devido a alterações alimentares geradas pelo procedimento. Logo após esse tipo de cirurgia, os pacientes passam por um período de alimentação extremamente restritiva, o que pode prejudicar a saúde dos fios e acelerar a queda.

Esse tipo de queda é chamado eflúvio telógeno, uma condição caracterizada pelo aumento da queda diária dos fios de cabelo devido a fatores como deficiência nutricional, estresse, uso de medicamentos, infecções e até mesmo após a gravidez.

Vários fatores de risco foram relacionados à bariátrica, incluindo desnutrição pré-operatória e fatores pós-operatórios como diminuição da ingestão de alimentos, suporte nutricional inadequado, suplementação insuficiente e má absorção de nutrientes, podem desencadear esse processo. Em geral, o cabelo é uma das primeiras partes do corpo que manifestam sintomas de deficiência nutricional, por exemplo.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia do Rio de Janeiro, se a queda começar entre 3 e 6 meses após a cirurgia, "pode ser consequência da rápida perda de peso e baixa ingestão calórica. Se começar após 6 meses, pode estar relacionada à deficiência de ferro, zinco e outros micronutrientes".

A boa notícia é que em ambos os casos não há dano ao folículo e o cabelo pode crescer novamente. Além disso, também é possível prevenir a condição por meio de um suporte nutricional pré-operatório adequado, assim como o monitoramento dos micronutrientes após a cirurgia. A avaliação do couro cabeludo por um profissional médico também deve fazer parte da rotina, no intuito de identificar alterações capilares já existentes e tratá-las devidamente.

Jojo, por exemplo, revelou que irá começar o tratamento com um tricologista. Essa a subárea dentro da dermatologia responsável pelo tratamento dos pêlos ou cabelos.


Fonte: O Globo

6 visualizações0 comentário

Commenti


bottom of page