Inteligência artificial pode prever quando paciente vai morrer. Como? Ninguém sabe

Um sistema de inteligência artificial nos Estados Unidos consegue prever a probabilidade de um paciente morrer dentro de um ano, apenas analisando resultados de exames cardíacos. Pesquisadores, no entanto, não sabem como a IA consegue, já que detectou problemas até mesmo em exames que médicos consideraram normais.

Os experimentos foram conduzidos na Geisinger, empresa de saúde sediada no estado da Pensilvânia. Segundo pesquisadores, o sistema analisou resultados de 1,77 milhão de eletrocardiogramas de 400 mil pacientes.

O teste foi dividido em duas partes: em uma, a análise foi feita com base nos resultados finais do eletrocardiograma; em outra, usando todos os dados coletados no exame. No teste, a IA obteve notas acima de 0,85 ao prever a morte dos pacientes. Nota 1 seria 100% de acerto, enquanto menos de 0,5 significa não saber diferenciar exames bons de ruins.

O eletrocardiograma (ECG) registra a atividade elétrica do coração. Médicos, em geral, ficam entre 0,65 e 0,80 nesse teste após avaliar o ECG.

Segundo Brandon Fornwalt, um dos pesquisadores, os resultados foram mais precisos quando a IA usou os dados completos do exame. “Esses resultados sugerem que o modelo está vendo coisas que nós humanos não conseguimos ver, ou pelo menos que ignoramos e achamos que é normal,” disse Fornwalt à revista de divulgação científica New Scientist. “A IA pode nos ensinar coisas que interpretamos de forma errada faz décadas.”

O estudo foi feito com dados históricos e ainda não foi testado em pacientes reais. Pesquisadores ainda procuram entender, exatamente, como a IA está detectando irregularidades que médicos não conseguem enxergar.

Fonte: Época Negócios

#inteligênciaartificial #morte #pacientes #previsão

1 visualização

© 2020 Portal Saúde Agora. Tudo sobre SAÚDE em um só lugar!

  • Facebook
  • Instagram