top of page

Influenciadora grávida morre aos 22 anos com suspeita de dengue e mãe desabafa: ‘Que nenhuma outra mulher perca seu sonho’



A mãe de Sofia Amorim, influenciadora de 22 anos que morreu com suspeita de dengue, lamentou a morte da filha, que estava grávida de 7 meses. O bebê e a jovem foram velados na quinta-feira (28), em Goiânia.


"Quero um protocolo [de atendimento em casos de dengue] específico para grávida. Para que nenhuma outra mulher perca seu sonho. Para que nenhuma outra mulher perca um filho. E para que nenhum familiar passe pelo que estou passando", disse a mãe da jovem, Niris Quirino.

O g1 pediu um posicionamento para o hospital onde a jovem foi internada, mas não houve retorno até a última atualização da reportagem.


A jovem morreu na quarta-feira (27). Segundo uma amiga, ela precisou ser entubada no dia anterior à morte e teve falência nos órgãos. Os médicos chegaram a fazer uma cesariana de emergência.


A mãe da jovem afirmou que a filha chegou a passar mal por cinco dias antes do diagnóstico de dengue. A mulher afirmou que os sintomas começaram leves e foram agravando.


"Não dá tempo de esperar dar um positivo para começar o tratamento. É preventivo", disse Niris Quirino.

Sintomas


Segundo uma amiga que não quis se identificar, Sofia teve sintomas de falta de ar e enjoos na sexta-feira (22). Na terça (26), o quadro de dengue foi confirmado e à noite ela precisou ser entubada.


“Ela estava consciente antes de ser entubada”, desabafou a amiga.

Dengue em Goiás


Informações obtidas nesta quinta-feira (28), no site da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás, apontam que até a semana 13 de 2024, o estado teve 72.747 casos confirmados de dengue. O número de casos notificados é de 159.148, segundo a pasta.


Em comparação ao mesmo período de 2023, os números representam aumento de 257%.


Fonte: G1

52 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page