Indonésia avalia deportar youtuber que pintou máscara falsa no rosto para entrar em mercado



Autoridades de Bali, na Indonésia, abriram um processo para deportar uma youtuber que pintou uma máscara falsa no rosto para entrar em um mercado. O namorado dela, outro influenciador social, também foi processado.


Os youtubers são o taiwanês Josh Paler Lin e a russa Leia Se. De acordo com a imprensa local, ela havia sido impedida de entrar no mercado por estar sem máscara, em vídeo publicado em 22 de abril. Então, ela pintou de azul, em cor semelhante à vestimenta do namorado, um modelo do objeto no rosto.

Pelas leis de Bali, estrangeiros podem ter de pagar o equivalente a R$ 370 em multa. Caso reincidentes, as autoridades podem expulsá-los do país. Pela gravidade do caso, o governo local quer a deportação imediata. "Eles não apenas desrespeitaram a lei, mas deliberadamente fizeram uma provocação em público. Então é justo punir com mais severidade, não só com multa, mas também com deportação", disse uma autoridade do governo ao site indonésio Coconut. O vídeo foi apagado, e os dois publicaram outra gravação em que aparece um advogado dizendo que ambos estão à disposição da Justiça. Os youtubers pediram desculpas e disseram que só queriam "divertir" o público. Coronavírus na Indonésia De acordo com dados da Universidade Johns Hopkins, a Indonésia está em um platô com cerca de 5 mil casos diários de coronavírus — relativamente baixo na comparação com os mais de 50 mil casos novos por dia no Brasil, que tem população inferior. Ao todo, cerca de 1,6 milhão de pessoas se infectaram com a Covid-19 na Indonésia, e pouco mais de 45 mil morreram pela doença.


Fonte: G1

5 visualizações0 comentário