Idade não é a principal causa da osteoporose após a menopausa

Um estudo brasileiro publicado em outubro no periódico Climacteric[1] dissocia osteoporose de idade pela primeira vez.

A pesquisa, feita com mulheres atendidas no Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), associou o tempo transcorrido desde o início da menopausa e o índice de massa corporal (IMC) das pacientes à doença, sugerindo que a deficiência de estrogênio – e não idade – seja a principal causa de osteoporose entre mulheres após a menopausa.

O Dr. Selmo Geber, ginecologista e obstetra, professor titular da UFMG e coordenador da pesquisa, falou ao Medscape sobre o trabalho.

Os pesquisadores do estudo, que foi transversal, avaliaram os prontuários de 938 mulheres após a menopausa (média de idade de 75,5 anos) que haviam feito densitometria mineral óssea, e identificaram prevalência de osteoporose de 37,8%.

Tabagismo e etnicidade não foram associados à osteoporose, no entanto, entre as participantes que tinham a doença, a média de idade (77,3 versus 74,4 anos) e o tempo de menopausa foram maiores (29,9 vs. 26,1 anos), enquanto o IMC foi menor (24,3 kg/m2 vs. 29,1 kg/m2). No entanto, após a análise multivariada, apenas o IMC e o tempo de menopausa permaneceram independentemente associados à osteoporose.

Um IMC maior foi identificado como fator de proteção contra a doença; as mulheres com sobrepeso e obesidade apresentaram risco 64% e 92% menor, respectivamente. Em relação ao tempo de menopausa, 20 anos após o início da menopausa o risco de osteoporose aumentou, crescendo gradualmente a cada cinco anos.

Nenhuma das participantes do estudo reportou uso de terapia hormonal prévio, indicando, segundo os autores, que o estrogênio exógeno não interferiu nos resultados.

Segundo o Dr. Selmo, os estrogênios são os maiores “protetores” contra a osteoporose. Um “IMC baixo significa menos gordura corporal e assim menor produção periférica de estrogênio. Mais tempo de menopausa significa mais tempo sem produção de estrogênio e assim, menor proteção óssea. Essa foi o grande achado do estudo”, destacou.

Fonte: Medscape

#idade #menopausa #osteoporose

1 visualização

© 2020 Portal Saúde Agora. Tudo sobre SAÚDE em um só lugar!

  • Instagram