Hospital na Tailândia vende vacinas contra a Covid-19 pela internet; doses se esgotam em minutos


Um hospital da Tailândia ofereceu doses de vacinas contra o coronavírus por meio de uma plataforma de e-commerce, informou a agência Reuters nesta sexta-feira (9). Quem quisesse se vacinar tinha de desembolsar o equivalente a cerca de R$ 266 — essa venda de imunizantes está dentro das leis tailandesas.


Segundo um representante da empresa Shopee, de comércio digital, as doses oferecidas se esgotaram em minutos. Ao todo, eram 1,8 mil vagas para se vacinar com o imunizante do laboratório Moderna. "As doses se esgotaram em uma velocidade recorde, e eu lamento muito por aqueles que perderam", disse o chefe do hospital, Att Thongtang. No Brasil, as vacinas contra Covid-19 adquiridas precisam de autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e só devem ser destinadas ao Plano Nacional de Imunização. Não podem ser vendidas pelo setor privado, por enquanto. Covid-19 na Tailândia A alta procura por vacinas na Tailândia ocorre em um momento difícil da pandemia no país, que conseguiu manter números baixíssimos do coronavírus em 2020 e agora vê recordes de casos sendo batidos diariamente: a média móvel de novos diagnósticos por dia estava em mais de 6 mil. As mortes por Covid-19 também atingem valores máximos na Tailândia, com 55 novos óbitos sendo registrados todos os dias e o gráfico da média móvel apontando para cima. A vacinação, por outro lado, segue lenta: só 12,6% da população tailandesa tomou ao menos uma dose das vacinas, enquanto o total de imunizados completamente estava em 4,6%, segundo dados de quinta-feira (8). A Tailândia utiliza imunizantes da AstraZeneca e da Sinovac.


Fonte: G1

8 visualizações0 comentário