top of page

Homem faz cirurgia de alongamento de pernas de R$ 850 mil e pode crescer até 10 cm



Um influenciador colombiano de 29 anos gastou mais de R$ 857 mil para realizar uma cirurgia de alongamento de pernas, que pode aumentar a sua altura em até dez centímetros. O procedimento envolve quebrar os membros e estirar os ossos, por meio do implante de hastes metálicas.


Veja vídeo do procedimento



Yeferson Cossio acumula mais de 11 milhões de seguidores no Instagram, onde compartilhou um vídeo sobre a operação, que classificou como a "mais dolorosa do mundo". Com 1,77, Cossio sempre teve problemas com as pernas, que não detalhou aos seguidores. Há três meses, quando descobriu que a possibilidade de ficar mais alto existia, ele não hesitou.


— Pensei que isso não existia e que eu não poderia ficar mais alto. Então, investiguei, vi pessoas que realmente fizeram o procedimento, e ele realmente existia. Obviamente, é caro e bem doloroso. Não sou baixo nem tão alto, mas veremos como vai ficar — revela Yeferson.


O influenciador diz que pagou entre 200 milhões e 700 milhões de pesos colombianos pelo tratamento, o que equivale a cerca de R$ 246 mil a R$ 858 mil.


Como funciona o procedimento


O procedimento é realizado a partir da quebra de, pelo menos, menos dois ossos da perna ao meio. Em seguida, pregos são instalados em cada extremidade de cada fêmur e tíbia, que lentamente se separam com ímãs. A cirurgia pode aumentar o paciente entre cinco e dez centímetros e, em duas semanas, os resultados começam a aparecer.


— O que é interessante é que é tudo natural, já que é o seu próprio osso que se alonga. Depois de recuperado, o paciente pode fazer as suas atividades normalmente — explica o cirurgião que realizou o procedimento no influenciador.


Pelos três a quatro meses seguintes à cirurgia, as pernas são alongadas em até um milímetro por dia. O estímulo ao osso é realizado através de um controle remoto externo, que aciona os ímãs e ajuda no crescimento do novo osso sobre as hastes. Os pacientes também precisam passar por um longo período de fisioterapia e voltam a andar com auxílio de andador ou muletas. Os médicos recomendam a ingestão de suplementos de cálcio, para ajudar na cicatrização. Ao fim da recuperação, as hastes são removidas em outro procedimento.


Procedimentos estéticos entre homens cresce


O Hospital for Special Surgery, na cidade de Nova York, estima que os procedimentos de alongamento de membros têm uma taxa de sucesso de 95%. O hospital cita complicações menores, como cicatrizes e articulações rígidas, como riscos comuns e afirma que complicações graves são raras.


O cirurgião de Yeferson Cossio destaca que a operação de alongamento é geralmente usada para corrigir malformações ou quando um paciente perde parte de um membro em um acidente. Mas, cada vez mais, o número de homens que fazem procedimentos estéticos aumenta.


De acordo com a Pesquisa Global Anual de 2020 da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS), cerca de 15% dos procedimentos não cirúrgicos em todo mundo foram realizados em homens. O estudo revelou as cinco principais técnicas não invasivas, como o uso de toxina botulínica (43,2%) e ácido hialurônico (28,1%), depilação (12,8%), redução de gordura não cirúrgica (3,9%) e fotorejuvenescimento (3,6%).


Segundo a ISAPS, os procedimentos cirúrgicos masculinos mais comuns são cirurgia das pálpebras, lipoaspiração, ginecomastia, rinoplastia e otoplastia. O Brasil lidera com o maior número dos procedimentos não cirúrgicos realizados em todo o mundo, cerca de 22,1% do total.


Repercussão nas redes


Na internet, Cossio exibiu os resultados da irmã, que questiona quando ele ficou tão alto.

— Você é um gigante — comenta.


Em vídeo, o influenciador diz que não quer chegar a 1,87, mas que gostaria de ficar com até 1,84. Os internautas criticaram a decisão de gastar tanto dinheiro no procedimento.


"Ele aumentou sua altura e dobrou sua estupidez, que ridículo", comentou um. "Ele está usando saltos altos", disse outro.


Fonte: O Globo

2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page