top of page

Gabriel Monteiro é condenado em caso de filmagem ilegal de médico em UPA



A juíza Babu Capanema Tancredo condenou o ex-vereador Gabriel Monteiro ao pagamento de R$ 40 mil ao médico Felipe Brito, filmado em seu momento de descanso na UPA do Complexo do Alemão. Gabriel Monteiro também terá que se retratar em suas redes sociais. Segundo Babu, "plantões não exigem de funcionários exercício escravo de atividade".


Na sentença, a magistrada disse: "O mero fato de o réu ter filmado o autor na sala de descanso e postado nas redes sociais, por si só, já é suficiente para configurar o dano, até porque não há como se afirmar que o médico estava praticando uma conduta irregular. Aliás, plantões não exigem de funcionários exercício escravo de atividade. É fundamental observar o direito ao descanso e a alimentação, para dizer o mínimo". E acrescentou: "Se o Estado não cumpre sua função de garantir saúde de qualidade, não se pode exigir que seus agentes supram suas falhas.


A invasão do setor público pelo réu, escoltado por seguranças (é o que nos pareceu), transformando o ambiente hospitalar em um circo midiático, não merece o aplauso da sociedade.".

A magistrada Babu Capanema Tancredo homologou o projeto de sentença da juíza leiga Ingrid Charpinel Reais.


Fonte: O Globo

7 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page