Família mobiliza a web após jovem de 25 anos dar à luz e ser intubada com Covid-19 no litoral de SP


Andressa Josefa dos Santos, de 25 anos, foi intubada com Covid-19 após passar por um parto de emergência em Santos, no litoral paulista. Mãe e filha precisaram ficar internadas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A jovem, que teve complicações por conta de uma anemia e perda de sangue, precisa de doações, o que motivou a família a começar uma campanha nas redes sociais.


"A gente está pedindo não só pela minha irmã, e sim, para todos do hospital que necessitam. Então, pode ser qualquer tipo sanguíneo", explica a irmã, Daiane Josefa dos Santos, de 22 anos.


Em entrevista ao G1 neste sábado (15), ela contou que a irmã, que é vendedora, teve os primeiros sintomas no dia 25 de abril. Andressa foi ao médico no dia seguinte, quando foi iniciado tratamento para Covid-19.

Ela fez exames, e o resultado saiu no dia 30. Ela teve 5% dos pulmões atingidos, a princípio, mas precisou ser internada no dia 2 de maio ao apresentar muito cansaço e falta de ar. A irmã explica que a jovem não tem nenhuma comorbidade, mas, mesmo assim, apresentou piora no quadro. Ao usar 100% da capacidade do oxigênio, foi necessária a intubação. Para isso, os médicos realizaram uma cesárea de emergência para ela dar à luz Anna Clara. O bebê precisou ir para a UTI neonatal, onde está intubado e com sonda gástrica, por ter nascido com 7 meses de gestação. Apesar disso, a família informa que a menina está estável. "O caso da Andressa estava grave e delicado, eles estavam fazendo o máximo por ela e pela Anna Clara", diz a irmã.

O parto foi realizado no dia 10 de maio, mesma data em que a jovem foi intubada. Nesta sexta-feira (14), o último boletim médico enviado à família informou que a função renal foi agravada, e que as equipes começaram a fazer hemodiálise. Além disso, ela também está com uma infecção. Neste momento, a família segue pedindo doações de sangue para ajudar, não só à jovem, mas para outras pessoas que necessitam. "Assim como nós estamos sofrendo com tudo, tem milhares de pessoas que estão passando por isso. Minha sobrinha está sendo uma guerreira, como os médicos falaram. Ela foi um dos casos mais graves do hospital, e você ouvir isso dói muito. Mas, quem busca a Deus nunca perde a fé", diz a tia, Fabiana Maria, de 38 anos. Mesmo em meio às dificuldades, a família fez um banner e publicou nas redes sociais para mostrar como podem ser feitas as doações de sangue, realizadas no Hemocentro da Casa de Saúde, que fica na Rua Dr. Armando Salles de Oliveira, 138. A doação acontece de segunda a sexta, das 7h às 17h, e no sábado, das 7h às 15h.


Fonte: G1

6 visualizações0 comentário