Expectativa da Saúde do DF é de vacinar mais de 17 mil pessoas com novas doses da CoronaVac



O Distrito Federal recebeu, neste domingo (7/2), um lote com 37,4 mil doses da vacina chinesa CoronaVac — produzida pelo Instituto Butantan (SP) em parceria com a farmacêutica Sinovac — contra a covid-19. Sob a fiscalização da Polícia Federal (PF), a remessa desembarcou no Aeroporto Internacional Brasília Juscelino Kubitschek às 8h23, em um voo da companhia aérea Latam, e seguiu para a Rede Frio Central, no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA). Hoje, começa a aplicação da segunda dose para quem recebeu a primeira entre 14 e 28 dias atrás.


Fontes da Secretaria de Saúde do DF informaram ao Correio que a pasta deve iniciar a vacinação de idosos com 78 e 79 anos, a partir desta terça-feira (9/2).


O lote remetido ao DF faz parte do carregamento de 2,9 milhões de vacinas distribuídas pelo Ministério da Saúde a todas as unidades sa Federação. A quantidade de unidades foi definida de acordo com a população de cada ente federativo.

Em reunião extraordinária ontem, integrantes do Comitê de Vacinação do DF da Secretaria de Saúde deliberaram sobre distribuição e utilização das 37,4 mil doses recém-chegadas. O grupo, composto por servidores da Subsecretaria de Vigilância à Saúde (SVS), da Assessoria de Comunicação (Ascom), da Subsecretaria de Atenção Integral à Saúde (Sais), da Secretaria Adjunta de Assistência (SAA), da Subsecretaria de Gestão de Pessoas (Sugep) e da Subsecretaria de Logística (Sulog), decidiu pela continuação da aplicação nos grupos prioritários já iniciados.

Estão incluídos trabalhadores da saúde, deficientes institucionalizados, indígenas aldeados, idosos a partir de 80 anos, indivíduos atendidos pelo Núcleo de Atenção Domiciliar (NRAD) e pessoas com mais de 60 anos que vivem em instituições de longa permanência (ILP), além dos cuidadores que trabalham nesses locais. Também são contemplados os trabalhadores dos serviços de atenção pré-hospitalar (AHP), resgatistas do Corpo de Bombeiros e de instituições privadas que prestam APH.


Drive-thru


A aplicação das vacinas na capital começou em 19 de janeiro. Dados contabilizados até as 19h de sexta-feira pela SES-DF mostram que 97.793 pessoas receberam os imunizantes. Fontes da secretaria afirmaram que a pasta deve vacinar idosos com 78 e 79 anos a partir de amanhã. A ideia inicial era ampliar a imunização para quem tem a 75 anos ou mais, uma vez que a expectativa da pasta era de receber cerca de 60 mil doses da CoronaVac, nesse fim de semana.

Na reunião de ontem, optou-se, ainda, por distribuir doses do novo lote para os hospitais da rede particular para que as unidades privadas terminem de vacinar os profissionais de saúde da rede.

O intervalo entre a primeira e a segunda dose da vacina CoronaVac varia de 14 a 28 dias, e da Oxford/AstraZeneca, o intervalo é de até 90 dias. Com o início da aplicação da segunda dose hoje, a Secretaria de Saúde espera alcançar, nesta semana, a marca de 100 mil pessoas vacinadas.

Os pontos de vacinação exclusivos por drive-thru, localizados no Pontão, Iguatemi Shopping, Unieuro (Águas Claras) e Parque da Cidade, serão desativados temporariamente por queda na demanda, segundo informou a Secretaria de Saúde. A pasta esclareceu que esses locais devem ser reativados quando a aplicação da segunda dose da vacina nos idosos for iniciada e previu a abertura de novos pontos de vacinação, conforme ampliação do público-alvo e do número de doses que forem sendo disponibilizadas pelo Ministério da Saúde.


Mais de 281 mil infectados


O DF continua a registrar aumento no número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus. Nas últimas 24 horas, 403 pessoas testaram positivo para a doença e 10 morreram, segundo boletim epidemiológico divulgado ontem, pela Secretaria de Saúde. O total de infectados chega a 281.002, dos quais 271.534 estão recuperados. Ao todo, 4.618 faleceram devido à covid-19.


Fonte: Correio Braziliense

4 visualizações0 comentário

© 2020 Portal Saúde Agora. Tudo sobre SAÚDE em um só lugar!

  • Instagram