EUA supera as 150.000 mortes pelo novo coronavírus



Washington, Estados Unidos - Os Estados Unidos superaram nesta quarta-feira (29/7) a marca das 150.000 óbitos por COVID-19, segundo contagem da Universidade Johns Hopkins, referência no acompanhamento da pandemia.

O país, de longe o mais afetado do mundo tanto em número de mortes quanto de contágios, anunciou o primeiro falecimento pelo novo coronavírus no final de fevereiro.

Desde o começo da pandemia, os Estados Unidos registraram mais de 4,38 milhões de infecções, segundo dados processados em tempo real pela universidade com sede em Baltimore. 

Com 150.034 óbitos às 15H55 locais (16H55 de Brasília), os óbitos nos Estados Unidos superam amplamente as registradas em outros países. Em seguida vêm Brasil (88.539), Reino Unido (45.878), México (44.876) e Itália (35.123). 

A pandemia matou pelo menos 661.461 pessoas em todo o mundo desde o final de dezembro, quando a COVID-19 foi detectada pela primeira vez na China, segundo contagem da AFP com base em fontes oficiais às 17h de quarta-feira, hora de Brasília.

Na terça, a primeira economia do mundo somou 1.592 mortes adicionais relacionadas com o coronavírus em 24 horas, uma cifra diária que não era alcançada em dois meses e meio.

O novo epicentro da pandemia no país está na Flórida, onde foram registradas 216 mortes pelo novo coronavírus nesta quarta-feira, superando o recorde do dia anterior, e alcançando um total de 6.333 falecidos.


Fonte: Correio Braziliense

11 visualizações

© 2020 Portal Saúde Agora. Tudo sobre SAÚDE em um só lugar!

  • Facebook
  • Instagram