Estado de SP não registra mortes por Covid em 24 horas pela 1ª vez desde o início da pandemia


 
 

O estado de São Paulo não registrou nenhuma morte por Covid-19 nesta segunda-feira (8) pela primeira vez desde o início da pandemia. Os novos registros não significam, necessariamente, que não ocorreram mortes nesta data, mas que nenhuma foi computada em sistema neste período.


A média móvel diária de mortes, que leva em consideração os registros nos últimos sete dias, foi de 73 óbitos por dia nesta segunda (leia mais abaixo).

Habitualmente, as notificações são menores às segundas-feiras, finais de semana e feriados, por conta do atraso na contabilização, já que muitos municípios não fazem registros no sistema aos domingos. Apesar disso, esta é a primeira vez que o estado não registrou nenhuma morte, desconsiderando apenas os dias em que houve falha no sistema oficial.

Embora o estado não tenha registrado mortes nas últimas 24 horas, a média móvel diária ainda é de 73 nesta segunda-feira. Essa comparação leva em conta a média de mortes nos últimos 7 dias. Como o cálculo da média móvel considera um período maior do que o registro diário, é possível medir de forma mais fidedigna a tendência da pandemia. O valor desta segunda é 23% maior do que o registrado há 14 dias, o que indica tendência de alta nas mortes por Covid-19 no estado (entenda os critérios usados pelo G1 para analisar as tendências da pandemia).

Apesar da tendência de alta, o estado mantém, há 28 dias seguidos, a média móvel de mortes abaixo de 100. No pior momento da pandemia, em abril deste ano, o estado chegou a registrar 890 mortes em média por dia. Naquele período, pelo menos 500 pessoas morreram com Covid à espera de um leito de UTI no estado. A fila em todo o estado chegou a ter mais de 1.500 pacientes. Com o avanço da vacinação, as mortes começaram a cair bruscamente. Atualmente, o estado tem 70,4% da população total com esquema vacinal completo (leia mais abaixo). São Paulo fechou o último mês de outubro com o menor número de óbitos desde abril de 2020. São Paulo é o estado com maior porcentagem da população imunizada, de acordo com levantamento nacional realizado pelo consórcio de veículos de imprensa.

Segundo dados do Vacinômetro atualizados até as 16h56 desta segunda, foram aplicadas 73,4 milhões de doses no estado, o que representa:

  • 100% da população adulta com uma dose;

  • 89,5% da população adulta com esquema vacinal completo;

  • 83,9% da população total com uma dose;

  • 70,4% da população total com esquema vacinal completo.

Ainda há 5,3 milhões de pessoas com dose atrasada no estado. Outros indicadores Nesta segunda (8) também foram confirmados 359 novos casos de Covid-19 no estado, o que aumenta o total para 4.413.241 desde o início da pandemia. Além disso, há 3.011 pacientes internados com sintomas da doença no estado, sendo 1.375 em unidades de Terapia Intensiva (UTI) e 1.636 em enfermaria.

A taxa de ocupação dos leitos de UTI destinados a pacientes com Covid é de 24,5% no estado de São Paulo e de 31,3% na Grande São Paulo nesta segunda (8). Mortes na capital Na cidade de São Paulo, a média móvel foi de 11 mortes por dia neste domingo (8), dia no qual, pela primeira vez, não foram registradas mortes pela Covid-19 na capital. No entanto, no sábado (7), o total foi de 23 mortes confirmadas. Fonte: G1

0 visualização0 comentário