Entenda por que o registro de zero morte por Covid não significa que ninguém morreu naquele dia


 
 

O estado de São Paulo comemorou na última segunda-feira (8) o primeiro dia sem registro de mortes por Covid-19 desde o início da pandemia. Embora a marca indique uma importante melhora em direção ao controle da doença, ela não significa que nenhuma pessoa morreu naquele dia. Em média, mais de 60 pessoas ainda morrem por dia no estado. Na prática, uma ou mais pessoas podem ter morrido em hospitais na segunda-feira, por exemplo, mas a informação só ter sido inserida no sistema na terça-feira. Habitualmente, as notificações são menores às segundas-feiras, finais de semana e feriados, já que muitos municípios trabalham em esquema de plantão. A Secretaria Estadual de Saúde informa as mortes e casos confirmados de Covid-19 pela data em que são inseridos pelos profissionais de saúde no sistema oficial do Ministério da Saúde, o Sivep-Gripe. Este é o mesmo critério adotado pelo consórcio de veículos de imprensa para monitorar a situação da doença no país.

O caminho da notificação é:

  1. O paciente morre no hospital

  2. O profissional de saúde do hospital informa a morte no sistema Sivep-Gripe (o que pode acontecer no mesmo dia da morte ou não)

  3. A Secretaria Estadual de Saúde extrai os dados do sistema diariamente em um horário fixo, por meio da Fundação Seade, e divulga o boletim epidemiológico

Média de mortes Apesar do possível atraso, esta foi a primeira vez que o estado não registrou nenhuma morte, o que indica que, de fato, os números estão menores. Por conta da variação nos registros diários, especialistas consideram que a média de mortes dos últimos sete dias (a chamada média móvel) consegue medir de maneira mais fiel a evolução da epidemia.

Na última semana no estado de São Paulo, a média móvel foi de 73 mortes por dia, apesar do registro zero da segunda.

Nesta quarta-feira (10), foram registradas 9 novas mortes por Covid no estado de São Paulo nas últimas 24 horas. A média móvel é de 63 mortes por dia, valor 7% maior do que o registrado há 14 dias, o que indica tendência de estabilidade na pandemia.

A média móvel de mortes atual é muito semelhante à verificada no início da pandemia. No pior momento, em abril deste ano, o estado chegou a registrar 890 mortes em média por dia.


Naquele período, pelo menos 500 pessoas morreram com Covid à espera de um leito de UTI no estado. Com o avanço da vacinação, as mortes começaram a cair bruscamente. São Paulo fechou o último mês de outubro com o menor número de óbitos desde abril de 2020. O estado foi o primeiro a atingir 70% da população total com esquema vacinal completo. Cidade de São Paulo O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), e o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido, afirmaram nos últimos dias que a capital paulista deve zerar totalmente as mortes por Covid em breve. Embora próxima, essa marca ainda não foi alcançada.

A Prefeitura de São Paulo contabiliza os dados de Covid-19 pela data em que o óbito ocorreu, e não pela data em que foi inserido no sistema. O critério é diferente do adotado pelo governo estadual e pelo consórcio de veículos de imprensa.

Na prática, os registros da gestão municipal são atualizados retroativamente. Um dia com zero mortes pode, no futuro, ser corrigido com as mortes que não haviam sido informadas.

"Aqui no município de São Paulo nós não tivemos nenhum dia com zero óbitos. Nós registramos o óbito no nosso sistema por data de ocorrência e sempre aguardamos em torno de oito dias para que esse dado seja formalizado para divulgação", afirmou Sandra Sabino, secretária-executiva de Atenção Básica da cidade de São Paulo em coletiva de imprensa nesta quarta-feira (10).

Ao ser questionado sobre a diferença nos boletins da capital e do estado, o coordenador-executivo do Comitê de Saúde do estado, João Gabbardo, pontuou os critérios adotados. “O sistema que a Secretaria de Saúde de São Paulo utiliza é aquele que vai para o Ministério da Saúde. Nesse dia (segunda-feira), não houve nenhum município que tenha notificado óbito. Agora, é possível que haja pequena divergência por diferença de critério. Tem município que faz a divulgação pelo dia do óbito. Nós, desde o início da pandemia, utilizamos a data da notificação”, disse. Segundo dados da secretaria estadual, a cidade de São Paulo registrou 4 novas mortes por Covid na quarta-feira (10). A média móvel de mortes é de 10 por dia.


Fonte: G1

11 visualizações0 comentário