Enfermeira de hospital do Rio faz lembrancinhas para pais de bebês internados em UTI



Ter um bebe recém-nascido internado em uma unidade de terapia intensiva (UTI) é uma situação tensa e angustiante. Para tentar amenizar esse momento, 17 pais do Rio de Janeiro tiveram uma singela surpresa quando foram visitar seus filhos.


No Hospital Pasteur, no Méier, Zona Norte do Rio, a técnica de enfermagem Joice Domingos, de 31 anos, decidiu dedicar parte do seu tempo livre para homenagear e tentar tranquilizar os papais que estão com seus filhos internados na UTI neonatal da unidade.

Joice confeccionou gravatinhas personalizadas para todas as 17 crianças internadas na UTI neonatal, além de gravatas para os pais dos bebês.

No adereço dos filhos, a inscrição "tenho o melhor pai do mundo". Na gravata dos pais, uma gravata decorada com a frase "sou o pai de (nome do bebê)".

O objetivo é promover um momento de descontração em meio à apreensão, como uma forma de humanizar ao atendimento e ajudar os pais a passarem por esse momento tão delicado. "A ideia é alegrar um pouco os pais, já que eles vão passar o dia dos pais em um ambiente hospitalar em vez de estarem em suas casas. Isso vai ser importante para aquecer um pouco o coração deles nessa data", disse Joice. Internação vai de 2 dias a 4 meses O tempo médio de internação na UTI neonatal do hospital é de 11 dias, podendo variar de 2 dias a 4 meses, no caso do prematuro de baixo peso extremo. "Essa é uma iniciativa de humanização de atendimento, que ajuda a diminuir a angústia e o medo das famílias que estão com os bebês na UTI. Queremos que as lembranças que fiquem desse momento sejam de superação e alegria e que fiquem para sempre”, destaca a coordenadora da pediatria do Hospital Pasteur, Renata Fish. Trabalhando na unidade há 10 anos, a enfermeira Joice contou que desde 2017 sempre tenta fazer alguma coisa diferente para confortar o coração de pacientes e familiares. A primeira tentativa foi fazendo lacinhos para as meninas da UTI Neonatal.

"Eu queria diferenciá-las dos meninos. Então, uma mãe de um garoto viu, gostou e pediu uma gravata para seu filho. Foi um pequeno gesto para mim que causou tanta alegria e felicidade para os pais que, com o apoio e autorização da direção do hospital, ampliamos e hoje conseguimos acalentar o coração de muitas famílias", contou Joice.


Fonte: G1

5 visualizações

© 2020 Portal Saúde Agora. Tudo sobre SAÚDE em um só lugar!

  • Facebook
  • Instagram