Enfermeira é homenageada ao voltar a trabalhar após se curar da Covid-19



Após dez dias de internação e mais seis em casa se recuperando da Covid-19, a enfermeira Patricia Lisboa, de 40 anos, foi recebida com aplausos ao voltar a trabalhar, na sexta-feira (5), em um hospital de Goiânia. A profissional ganhou as boas-vindas de todos os colegas e se emocionou.


“Sofri muito por ficar longe deles. São minha segunda família”, contou. Patricia atua há dez anos na área da saúde e, mesmo depois de ter sido infectada pelo coronavírus, faz questão de voltar à linha de frente no combate à doença. “Amo minha profissão”, afirma. Infecção e luta Patricia começou a apresentar os primeiros sintomas da doença no último dia 20 de maio. Dois dias depois, ela fez o teste, que deu resultado positivo para o coronavírus. Logo ela precisou ser internada em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para tratamento.

“Tive uma piora. Apresentei falta de ar, dor no peito, febre e dor no corpo. [...] O início do meu tratamento foi rápido e eu precisei de oxigenoterapia”, relatou.

A enfermeira apresentou melhora no quadro e voltou para casa no dia 30 de maio, mas teve que ser isolada no próprio quarto enquanto o marido e os dois filhos, um jovem de 22 anos e uma menina de 5, ficavam nos demais cômodos. “A parte mais difícil foi ver minha filha chorando na porta e me chamando. Ela ficava perguntando: ‘Mamãe, faltam quantos dias?’”, recordou. Depois de enfrentar a Covid-19, Patricia não esconde o quanto a doença pode ser assustadora, mas que está muito motivada a recomeçar.

“Não consigo mais tirar a máscara, me sinto mal. Já me peguei até indo tomar banho com ela. Voltei à ativa, mas vou precisar de ajuda profissional. Essa doença mexe muito com a vida e o psicológico. Mas não vou desistir”, revelou.


Fonte: G1

15 visualizações0 comentário

© 2020 Portal Saúde Agora. Tudo sobre SAÚDE em um só lugar!

  • Instagram