Emoção e alívio marcam início da vacinação contra Covid-19 de idosos com mais de 90 anos em SP



Emoção e alívio marcaram o início da vacinação contra a Covid-19 dos idosos com mais de 90 anos nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) da cidade de São Paulo nesta sexta-feira (5).


A Prefeitura de São Paulo antecipou o início da campanha para essa população. A previsão do governo estadual era de que a vacinação desta faixa etária começasse em todo o estado apenas na segunda (8).

Na UBS da Vila Prudente, na Zona Leste, os idosos foram recebidos com um cartaz que celebrava a data: "O dia da esperança chegou". Mariângela levou o pai, Emir, para ser vacinado logo após a unidade na Zona Leste abrir. “Ele está até emocionado, foi super tranquilo. Isso [o SUS] não pode acabar, acho que só no Brasil tem uma coisa dessas. Eu estou quase chorando", disse ela.

“Um ano você se cuidando, não saindo de casa, vendo outras bobagens por aí, e a gente cada vez se protegendo mais, querendo proteger o pai, me protegendo para protegê-lo. Você ficar preso e não ver uma luz no fim do túnel. É uma luz no fim do túnel", disse ela sobre o início da vacinação. Também na UBS Vila Prudente, Seitoku Akamine, de 96 anos, foi o segundo da fila para tomar a vacina nesta sexta. Ele estava acompanhado da filha.

“A gente estava esperando ansiosamente. Ele nem dormiu direito”, contou. O pai não saía de casa desde março de 2020.

Eles estavam acompanhados da filha, Mônica, que celebrou a imunização dos pais.

"Uma alegria muito grande. É uma benção poder ter os meus pais com essa idade. E chegou o momento, há um ano que a gente estava aguardando isso. Foi muito bom, estou super orgulhosa também disso", afirmou ela. Na UBS Santo Amaro, na Zona Sul da cidade, um casal, Hélio e Dirce, ambos com 92 anos, foram os primeiros serem imunizados.

"Foi tudo bem, e não doeu nada", disse dona Dirce antes após ser imunizada.

Houve também quem ganhasse as vacinas de presente de aniversário. O aposentado Mário Corony que completou 91 anos nesta sexta celebrou o aniversário com uma dose da CoroNavac. "É a maior felicidade, justamente no dia do meu aniversário. Presentão que eu não esperava. Agora é aguardar a segunda dose pra aproveitar o que ainda resta", disse ele. Dona Maria de Lourdes Gomes, de 90 anos, ganhou o presente poucos dias antes do aniversário. "Todo mundo tá esperando [vacina] e não é de hoje. É um presente antecipado de aniversário, faço 91 anos na segunda-feira", disse. Ela espera que a vacina seja capaz de dar fim à pandemia pra poder comemorar seu aniversário como nos velhos tempos. "Teve um pagode e fechamos a rua. Neste ano não deu. No próximo se Deus quiser vai dar", afirmou.

Ela foi ao local acompanhada da neta, que se emocionou em ver a vó ser imunizada. "Fiquei bastante emocionada porque a gente tenta proteger eles [idosos]", disse a neta.

Ela foi ao local acompanhada da neta, que se emocionou em ver a vó ser imunizada. "Fiquei bastante emocionada porque a gente tenta proteger eles [idosos]", disse a neta. Vacinação na capital No sábado (6), segundo o secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido, a vacinação irá ocorrer somente em 87 Unidades Básicas de Saúde (UBS) integradas às AMAs (Assistência Médica Ambulatorial).

De acordo com a gestão municipal, mais de 32 mil idosos devem ser vacinados nessa etapa da campanha.

Nesta sexta (8), a prefeitura também começou a vacinação domiciliar, para a mesma faixa etária, de pessoas que tiverem restrição de mobilidade. Nos postos de saúde, a orientação é que os idosos dependentes sejam acompanhados por apenas uma pessoa. Cadastramento Para agilizar o atendimento e evitar filas, os idosos, seus familiares ou qualquer pessoa que integre o público previsto na campanha pode realizar o pré-cadastramento para a vacinação contra a Covid-19 no site Vacina Já (www.vacinaja.sp.gov.br).

Entretanto, a Secretaria Municipal da Saúde garante que a população não deixará de ser vacinada por falta de cadastro.


Fonte: G1

2 visualizações0 comentário