Em Aracaju, profissionais da saúde fazem ato contra terceirização do Samu

Na manhã desta segunda-feira (17), a frente do Palácio dos Despachos, em Aracaju, foi tomada por dezenas de profissionais da área da saúde. Eles participaram de ato, que durou pouco mais de 3h, contra a terceirização do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e do Hospital Regional de Nossa Senhora da Glória (SE).

A assessoria de imprensa do Sindicato dos Enfermeiros do Estado de Sergipe (Seese) informou que o grupo foi formado por cerca de 60 pessoas entre enfermeiros, funcionários do Samu de várias áreas e do hospital. O grupo também conta com o apoio da Central Única dos Trabalhadores (CUT).

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou que não foi notificada formalmente sobre este ato, tanto a SES como a Fundação Hospitalar de Saúde não foram comunicadas.

Após o ato, os diretores sindicais entraram no palácio na tentativa de manter um diálogo com o Governo do Estado. Até às 11h, o grupo não havia sido recebido.

No final de janeiro, o Conselho Estadual de Saúde de Sergipe (CES/SE) aprovou a terceirização como parte da Programação Anual de Saúde 2020, que norteia as ações que serão realizadas no Sistema Único de Saúde em Sergipe neste ano.

Fonte: G1

#Aracaju #profissionais #terceirização

0 visualização0 comentário