top of page

'Droga zumbi': conheça efeitos da substância que matou músico, DJ e artista visual em 'overdose coletiva' nos EUA



O músico Jose "Luis" Vasquez, a artista visual Simone Ling e o DJ John "Juan" Mendez foram encontrados mortos em um apartamento de Los Angeles, na última quinta-feira. A suspeita é que os três tenham sido vítimas de uma overdose de fentanil, o analgésico opioide sintético mais potente disponível para uso em tratamentos médicos atualmente.


Foi o acionamento da mulher de Vasquez, naquele dia, que levou policiais até o local onde os corpos foram encontrados. Ela pediu que agentes checassem se o marido estava bem. John Mendes e Simone Ling eram casados e viviam no local, onde foram encontrados objetos ligados ao consumo de drogas.


Os itens foram apreendidos para a investigação do caso, e, segundo o Departamento de Exame Médico do Condado de Los Angeles, a confirmação da causa da morte ainda deve levar de 3 a 6 meses.


Como o fentanil age no corpo humano?


Cerca de 100 vezes mais potente que a morfina e 50 vezes mais potente que a heroína, o fentanil é indicado para anestesia em alguns tipos de cirurgia, como para pacientes submetidos a cirurgia cardíaca ou com função cardíaca deficiente; e como analgésico para tratamento da dor quando outros medicamentos para dor foram ineficazes ou não podem ser usados.


Nestes casos, é considerado um medicamento seguro e eficaz. Sua administração pode ocorrer como uma injeção, adesivo, pastilha, comprimidos dissolvíveis ou sublinguais e spray nasal.


Por outro lado, a droga é incrivelmente potentes fazendo com que overdoses acidentais e mortes são cada vez mais comuns.


Ao LA Times, o capitão Raul Jovel, chefe da Divisão Central da Polícia de Los Angeles, lamentou a ocorrência. Ele afirmou que o departamento chega a apurar cinco mortes por overdose por dia.


— É muito triste para suas famílias — disse ele. — Esta é uma questão social.


O fentanil é um medicamento opioide e, tal como acontece com outros medicamentos da mesma classe, ele atua diretamente no sistema nervoso central, interrompendo a forma como os nervos sinalizam a dor entre o cérebro e o corpo.


Além da dor, ele também afeta as emoções. Isto provoca sensações de bem-estar e relaxamento, além de aliviar a dor. O problema é que, com o tempo, o cérebro se adapta e as pessoas desenvolvem tolerância à substância, fator que aumenta o risco de vício e overdose.


A mulher do roqueiro Vasquez, força criativa por trás do projeto Soft Moon, usou as redes sociais para se despedir do marido. Pelo Instagram, ela confirmou que o marido, a quem classificou como “luz da minha vida”, havia partido. Ela ressaltou que não tinha forças para citar as razões pelas quais amava o roqueiro.


“Tudo dói. Eu vim aqui para agradecer vocês pelo amor e pelo apoio que estão nos mostrando. Não consigo falar muito mais. Eu só queria que vocês soubessem o quanto ele se importava com vocês”, afirmou Marion, em mensagem dirigida aos fãs do projeto Soft Moon.


Fonte: O Globo

7 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page