Diabetes desenvolvida durante Covid grave é temporária, diz estudo


 
 

Um estudo feito por pesquisadores do Hospital Geral de Massachusetts, em Boston, nos Estados Unidos, traz boas notícias para pacientes de Covid-19 que desenvolvem diabetes durante a hospitalização. De acordo com o trabalho, os níveis de açúcar no sangue dos pacientes costumam ser reestabelecidos alguns meses depois.


Em um artigo publicado em 4 de fevereiro, no Journal of Diabetes and Its Complications, os cientistas detalham o estudo feito com 594 pacientes que apresentaram sinais de diabetes enquanto estavam internados para tratar quadros graves da Covid-19, sendo que 78 deles não tinham o diagnóstico antes da infecção pelo novo coronavírus.


Uma parcela significativa dos pacientes com a doença recém-diagnosticada apresentou alterações de açúcar no sangue menos graves do que os que tinham diabetes prévio, mas acabaram desenvolvendo quadros mais severos de Covid-19.


Por outro lado, cerca de um ano após a alta hospitalar, até 40% do grupo voltou a ter os níveis de açúcar no sangue normalizados, abaixo do limite para diabetes.

“Isso nos sugere que o diabetes recém-diagnosticado pode ser uma condição transitória relacionada ao estresse agudo da infecção pelo coronavírus”, disse a coautora do estudo, Sara Cromer, em um comunicado.

Segundo a médica, esses pacientes podem precisar apenas de insulina ou outros medicamentos por um curto período de tempo. Por isso, é importante ter um acompanhamento médico para observar a evolução do quadro atentamente. (Com informações da agência Reuters)


Fonte: Metrópoles

4 visualizações0 comentário