DF: Ex-administrador do Guará, esposa e filho morrem de Covid em 10 dias



Motivo de angústia para milhares de pessoas por mundo afora, a Covid-19 causou uma tragédia em família no Distrito Federal, em abril. O ex-administrador do Guará Divino Alves, a esposa dele, Sileia Alves, e o filho mais velho do casal, Ewerton Alves, morreram em decorrência da doença, em um intervalo de 10 dias.


Divino faleceu no último dia 3. Sileia, a segunda vítima da família, morreu no domingo (11/4). E Ewerton foi a óbito na madrugada desta terça-feira (13/4). A família é muito querida por moradores do Guará, onde Divino exerceu a função de administrador. Divino e Sileia deixam dois filhos, e Ewerton (na foto em destaque, à direita), três filhos.


O corpo de Sileia seria cremado em Valparaíso (GO) nesta terça-feira. Em função do falecimento do filho primogênito, porém, a família decidiu adiar a despedida para esta quarta-feira (14/4), quando os dois deverão ser cremados.


Liderança conhecida no Guará, Divino comandou a Diretoria Regional de Ensino de Brazlândia e do Guará, e foi também diretor administrativo da Companhia Urbanizadora de Brasília (Novacap), diretor financeiro da Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb), diretor administrativo do Banco de Brasília (BRB) e presidente da Companhia do Metropolitano (Metrô-DF).


Fonte: Metrópoles

4 visualizações0 comentário