Dentes de vampiro: moda entre adolescentes no TikTok causa danos à saúde, alertam especialistas


RIO — Com o Halloween chegando, uma dica de fantasia tem sido cada vez mais compartilhada no TikTok: os dentes de vampiro. Diversos vídeos publicados na rede social, que é um fenômeno entre os adolescentes, ensinam truques para deixar os caninos com a aparência afiada. Mas especialistas alertam para os perigos que as práticas caseiras podem oferecer para a saúde dentária, que vão desde a destruição do esmalte, à formação de cárie e outras infecções bucais.


A mestre e especialista em endodontia e odontologia humanizada e preventiva em São Paulo, Lilian Fucuda, conta que há duas semanas começou a receber mensagens em grupos de dentistas que alertam para a disseminação dessas práticas nas redes sociais, em especial no TikTok:


— Um desses vídeos era de uma menina ensinando como ela usava uma lixa de unha para afiar o dente. Essa prática é considerada simplesmente absurda para nós dentistas — alerta a especialista.


Outro caso compartilhado com Lilian foi o de um jovem que recortou um pedaço de plástico para fazer a ponta do canino e o colou com cola Super Bonder no dente. Além de causar um sério risco de grudar o lábio, a dentista diz que a substância e o plástico na boca são corpos estranhos que podem provocar infecção na região.


As formas ensinadas para criar os dentes de vampiro são muitas e vão desde a aplicação de cola de unha para grudar uma prótese caseira, o uso de lixas para afinar o dente e até a procedimentos mais elaborados com resina que alongam os caninos. Porém, todas elas têm algo em comum: são extremamente danosas e devem ser evitadas, dizem os dentistas.


Eles explicam que essas práticas danificam o esmalte do dente, que é a camada exterior mais resistente e que atua como uma barreira protetora das partes mais internas: a dentina e os nervos, que são mais sensíveis.


Com essa agressão, o grande problema é a exposição da dentina, que passa a entrar em contato com os ácidos da boca com a saliva, açúcar consumido e diversas outras substâncias prejudiciais.


— Além disso, o canino é um dos dentes mais importantes da arcada dentária e é essencial para a mastigação. Então, quando ele é danificado, pode trazer problemas também na hora de se alimentar — acrescenta a cirurgiã-dentista e especialista em implante e prótese pela Universidade Europeia Miguel de Cervantes (UEMC), Danielly Moura.


Alternativas para a fantasia


Algumas dicas sugerem a aplicação de cola de dentadura, utilizada para fixar próteses dentárias, como uma opção melhor para a criação da fantasia. Lilian Fucuda explica que de fato ela é menos danosa porque é feita para se desgastar com a saliva, mas reforça que o ideal mesmo é não realizar nenhum procedimento caseiro.


Em outros vídeos que circulam nas redes sociais, influenciadores utilizaram uma técnica semelhante à utilizada no dia a dia dos dentistas. Nela, molda-se a parte afiada do canino com resina, que é a substância usada para a reconstrução de um dente quando ele quebra. O procedimento não é recomendado, porque o processo para retirar essa resina eventualmente desgastará a camada protetora do dente e, caso a pessoa não a retire, pode ter problemas na mastigação.


A orientação, portanto, é não fazer nada que seja invasivo para a arcada dentária. Se a pessoa deseja muito uma fantasia mais realística, ela pode procurar um especialista que poderá oferecer opções provisórias que não sejam agressivas. Lilian Fucuda destaca que uma alternativa é fazer um molde de dentadura que tenha as presas mais afiadas e que funcione por meio de um encaixe na arcada superior.


— Outra opção é fazer uma capa com resina acrílica que fique apenas apoiada no dente por algumas horas, com a aderência criada pela própria saliva e que não envolva substâncias que grudem no canino. Mas tem que ser feito por um especialista — diz a dentista Danielly Moura.


No entanto, para Lilian, o ideal mesmo é a compra de próteses tradicionais de brinquedo, que são feitas de plástico e que encaixem na arcada dentária. Segundo a especialista, essas são opções que não agridem os dentes e não têm um custo elevado.


Hábitos diários que também são prejudiciais


As especialistas ressaltaram ainda outros hábitos que podem comprometer a saúde dos dentes. Um delas é o ato de morder a ponta da caneta de forma repetitiva para aliviar o estresse. Observado pelas dentistas especialmente em jovens durante momentos de estudo, ele pode empurrar a arcada dentária e deformar a posição dos dentes.


Excesso de chiclete. Nesse caso, a mastigação frequente deixa o músculo chamado masseter, o mais importante para a mastigação, em hiperatividade. Isso pode provocar um quadro de bruxismo, problema de saúde que se caracteriza pelo ranger ou apertar dos dentes durante o sono. Com isso, na hora de dormir, o músculo não para e, no dia seguinte, o paciente tem desgaste dos dentes, acorda com dor na cervical, no ombro, na coluna e com cansaço extremo.


Roer as unhas e abrir embalagem com os dentes são outras práticas que destroem o esmalte do dente e os deixam mais expostos a substâncias que são ruins para a dentina. Abrir uma garrafa com a boca, além de danificar a camada protetora, pode ser ainda mais perigoso, pois oferece risco de trincar ou fraturar os dentes.


Em caso de fratura, a reconstrução normalmente é feita com resina, mas, dependendo do grau, pode ser necessária a remoção das partes remanescentes e a implantação de uma prótese, procedimento que não só agride a saúde bucal como tem um custo bastante elevado.


Fonte: O Globo

6 visualizações0 comentário