top of page

Cultura e saúde mental: para 54% dos brasileiros, atividades culturais são a principal fonte de bem-estar



Uma pesquisa realizada pela Fundação Itaú apontou que a cultura foi escolhida por 54% dos brasileiros como a atividade que mais proporciona bem-estar. Entre as atividades culturais, cinema foi escolhido como o principal programa (18%), seguido de shows (15%) e teatro (12%). O estudo foi feito em parceria com o Datafolha.


Veja a lista com as atividades que mais ajudam na diminuição do estresse:


  1. Cultura (cinema, música, museu etc): 54%

  2. Outras atividades de lazer (parques, praia, igreja): 19%

  3. Atividades físicas: 17%

  4. Contato pessoal: 8%

  5. Novelas e séries: 3%

  6. Não sabe, não se lembra ou nenhuma: 9%


A pesquisa também revelou que 61% concordam plenamente que programas culturais reduzem o estresse, 58% acreditam que melhoram os relacionamentos em casa e 57% afirmam que melhoram a qualidade de vida.


42% das pessoas com problemas de saúde mental


Segundo a Fundação Itaú, 42% das pessoas informaram que passaram por problemas no âmbito da saúde mental no último ano. Desse grupo:


  • 63% buscaram algum tipo de tratamento;

  • Mulheres (53%) foram mais afetadas do que homens (30%);

  • Houve maior incidência problemas com saúde mental nas classes D e E (51%);

  • A condição afetou as classes A e B de forma menos significativa (33%).


A faixa etária e a situação profissional também desempenha um papel significativo:


  • 53% dos indivíduos de 25 a 34 anos relataram problemas de saúde mental;

  • Em seguida, aparecem os grupos de 16 a 24 anos e 45 a 65 anos, ambos com 42%;

  • A faixa de 35 a 44 anos apresentou 34% de incidência;

  • 55% dos afetados estão atualmente desempregados.



Recorte geográfico


No contexto geográfico, as regiões metropolitanas do Rio de Janeio e de São Paulo apresentaram altos índices de problemas relacionados à saúde mental, com 45% e 37%, respectivamente.


Moradores do Nordeste foram os que mais relataram problemas de saúde mental (50%). Os que menos se queixaram foram os do Norte (24%). Veja a lista:


  • Por região do país, 50% são do Nordeste;

  • 44% do Centro-Oeste;

  • 44% do Sul;

  • 40% do Sudeste;

  • A região Norte registrou apenas 24% dos indivíduos apontando problemas de saúde mental.


Metodologia: o levantamento ouviu 2.405 pessoas entre 16 e 65 anos em todas as regiões do país, por meio de entrevistas presenciais e telefônicas, no período de 1º a 28 de setembro de 2023. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos, com um índice de confiança de 95%.


Fonte: G1

3 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page