Covid-19 é 3 vezes mais fatal que gripe sazonal, indica estudo



Uma pesquisa publicada nesta quinta-feira (17) no The Lancet confirma que a Covid-19 gera sintomas mais severos do que a gripe sazonal, inclusive em pacientes que são internados pelas infecções virais. A constatação foi do Instituto Nacional de Pesquisa Médica e de Saúde, na França, e de outras quatro universidades do país.

A pesquisa se baseou nas informações de um banco de dados que contém detalhes de todos os pacientes internados em hospitais públicos ou privados na França, incluindo informações sobre o motivo e os cuidados que receberam na internação. Os cientistas compararam os casos de pacientes internados por Covid-19 entre 1º de março e 30 de abril de 2020 com os de pessoas hospitalizadas por a gripe sazonal entre 1º de dezembro de 2018 e 28 de fevereiro de 2019. No total, 130 mil pessoas foram avaliadas. Um dos principais achados é que a taxa de óbitos por Covid-19 foi três vezes maior em relação à de gripe: 16,9% contra 5,8%, respectivamente. Além disso, os pacientes infectados pelo Sars-CoV-2 necessitaram de mais cuidados intensivos quando hospitalizados. Segundo os especialistas, 9,7% dos pacientes com o novo coronavírus necessitaram de ventilação mecânica invasiva durante o tratamento hospitalar, enquanto o mesmo ocorreu com apenas 4% das pessoas com gripe. Além disso, o tempo médio de permanência na UTI para quem tinha Covid-19 (15 dias) foi quase duas vezes maior em comparação com o outro grupo (oito dias).

Mais de um em cada quatro pacientes com o Sars-CoV-2 (27,2%) apresentaram insuficiência respiratória aguda, enquanto o mesmo ocorreu com menos de um em cada cinco pessoas com influenza (17,4%). De acordo com relatórios anteriores, as condições médicas subjacentes mais comuns entre quem teve Covid-19 foram hipertensão arterial (33,1%), excesso de peso ou obesidade (11,3%) e diabetes (19,0%). "Tomados em conjunto, nossos resultados indicam claramente que a Covid-19 é muito mais grave do que a gripe sazonal", explicou o coautor Pascale Tubert-Bitter. "Em um momento em que nenhum tratamento demonstrou ser eficaz na prevenção de doenças graves em pacientes com Covid-19, esse estudo destaca a importância de todas as medidas de prevenção física e destaca a importância de vacinas eficazes."

Os pesquisadores também observaram que apenas 1,4% dos pacientes com menos de 18 anos foram hospitalizadas com Covid-19, enquanto 19,5% foram admitidos por conta da gripe. No entanto, 2,3% daqueles com menos de 5 anos de idade que testaram positivo para o novo coronavírus precisaram de suporte de terapia intensiva, enquanto o mesmo ocorreu com apenas 0,9% das crianças com influenza.

A diferença na taxa de letalidade dessas crianças foi mais ou menos a mesma: 0,5% para com o Sars-CoV-2 e 0,2% para os com gripe. Já em pacientes com idades entre 11 e 17 anos, o índice de mortalidade no primeiro grupo foi de 1,1% e no segundo, de 0,1%. Os cientistas ressaltam, entretanto, que o estudo teve algumas limitações, uma delas sendo o baixo número de casos em jovens menores de 18 anos.

Em comentário sobre o estudo, Eskild Petersen, da Universidade de Aarhus, na Dinamarca, que não esteve envolvido na pesquisa, disse: “O grande espaço amostral é um ponto forte importante do estudo e presume-se que a indicação para internação hospitalar nos dois períodos foram iguais e, portanto, não enviesa os resultados", escreveu no documento, publicado no The Lancet. "Os resultados demonstram claramente que a Covid-19 é mais grave do que a gripe sazonal."


Fonte: Revista Galileu

3 visualizações0 comentário