Coronavírus fica mais tempo na pele que vírus da gripe, agravando pandemia




Um estudo da Universidade de Medicina da Prefeitura de Kyoto, no Japão, descobriu que o Sars-CoV-2 sobrevive mais tempo na pele humana que o vírus da gripe. Para não colocar voluntários em risco, os pesquisadores 􀁹zeram os testes em amostras de pele humana retiradas de autópsias.


O estudo publicado, no Clinical Infectious Diseases, também avaliou quanto tempo o coronavírus resiste em superfícies como plástico, vidro e aço inoxidável. De acordo com a pesquisa, ele foi desativado “mais rapidamente nas superfícies da pele do que em outras superfície”.

“A sobrevivência de 9h do Sars-CoV-2 na pele humana pode aumentar o risco de transmissão por contato em comparação com a infuenza A, acelerando assim a pandemia“, armaram os pesquisadores.


Apesar do vírus causador da COVID-19 sobreviver 9h, enquanto o da Infuenza A não dura mais que 2h, os dois não resistem mais de 15 segundos em contato com o etanol 80%. Essa evidência mostra que “a higiene adequada das mãos é importante para prevenir a disseminação de infecções por Sars-CoV-2”.


Interessante, né? Por isso, nada de afrouxar as medidas de segurança: use máscaras de proteção, respeite o distanciamento social e higienize bem as mãos.


Fonte: Capricho


O Maior portal de saúde do Facebook agora no Instagram!

4 visualizações0 comentário

© 2020 Portal Saúde Agora. Tudo sobre SAÚDE em um só lugar!

  • Instagram