Coordenadora do Programa Nacional de Imunizações é exonerada


O governo exonerou a coordenadora do Programa Nacional de Imunizações, Francieli Fantinato. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (7) e assinada pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. Segundo o ministro, a enfermeira pediu para sair. O novo nome ainda não foi anunciado.


Fantinato figura entre os investigados pela CPI da Covid, que apura ações e omissões do governo federal no enfrentamento da pandemia da Covid-19 e eventual desvio de verbas federais enviadas a estados e municípios. A previsão é a de que a enfermeira preste depoimento à CPI nesta quinta-feira (7).

À frente do Programa Nacional de Imunizações, Fantinato foi responsável pela condução da vacinação no país e pela definição do calendário vacinal.

O requerimento que levou à quebra do sigilo telefônico de Fantinato sustenta ser “imperioso” identificar a atuação dos gestores públicos responsáveis pelo avanço da vacinação, pela aquisição de vacinas, pelo monitoramento e pela elaboração de planos nacionais.

“O que tem sido demonstrado nos depoimentos realizados por esta CPI é o descaso do governo federal com a vacinação, incluindo inércia diante de ofertas de vacinas por parte da farmacêutica Pfizer”, aponta o documento.

A CPI chegou a agendar para 1º de julho uma acareação entre ela e a infectologista Luana Araújo por conta de orientações relacionadas à vacinação de grávidas, mas o encontro foi adiado. Também nesta quarta, o governo nomeou o novo secretário de Logística do Ministério da Saúde. Ridalto Lúcio Fernandes assume o posto de Roberto Dias, que deixou o cargo após ser acusado por de pedir propina numa negociação sobre vacinas. Dias nega.


Fonte: G1

9 visualizações0 comentário