top of page

Conheça 5 hábitos nocivos para a saúde de pessoas com mais de 50 anos



À medida que você envelhece, algumas funções do corpo vão se tornando mais lentas. O metabolismo, por exemplo, não é o mesmo para um adulto de 30 anos e um de 50, e vai ficando cada vez mais devagar com o passar dos anos. O intestino também não funciona como antes e até o sono pode ser afetado.


Porém, alguns ajustes na rotina são suficientes para otimizar o funcionamento do organismo depois dos 50. “Existe um conjunto de fatores, que inclui alimentação desequilibrada, falta de atividades físicas, sono ruim e não reparador, e pouca ingestão de água, que são responsáveis por desacelerar ainda mais o metabolismo”, afirma o endocrinologista Bruno Babetto, da clínica Tivolly, em Brasília.


Ele cita outros cinco hábitos que são nocivos para o corpo depois dos 50 anos e devem ser evitados para garantir o envelhecimento com saúde. Confira:


1. Beber demais


Beber demais não faz bem em nenhuma fase da vida. Porém, o álcool tem efeitos mais perigosos em pessoas mais velhas, uma vez que o organismo delas demora mais tempo para metabolizar o que foi ingerido.


O consumo excessivo de álcool, além de ser calórico, é inflamatório, dificultando ainda mais o funcionamento do metabolismo. “Esse processo favorece o ganho de peso, além de ser prejudicial para a parte neurológica e hepática: o fígado do indivíduo vai ficar mais inflamado, o que aumenta o risco de outras doenças”, diz o endocrinologista.


2. Negligenciar os músculos


“Em geral, nessa idade, as pessoas optam por caminhadas, corridas, ou o futebol de final de semana entre amigos. Elas acabam queimando calorias, mas não constroem massa muscular. Com o desgaste da musculatura, há maior risco de lesão”, destaca Babetto.


O especialista lembra que os treinos de hipertrofia também diminuem os riscos de lesões em possíveis quedas e, por isso, é importante apostar nos exercícios de força, mesmo que o indivíduo nunca os tenha feito na vida. Nunca é tarde para começar.


3. Não comer fibras suficientes


Com o passar dos anos, acontecem alterações no intestino grosso dos adultos, e há uma probabilidade maior de o indivíduo sofrer com constipação. As duas principais dicas para resolver o problema são beber mais água e priorizar o consumo de fibras, como vegetais, frutas e grãos integrais.


Além de combater o intestino preso, o endocrinologista explica que as fibras diminuem também a absorção do açúcar, controlando os picos de insulina e evitando o acúmulo de gordura, principalmente na região abdominal.


4. Exagerar no consumo de alimentos inflamatórios


Ainda que sejam tentadores, maiores de 50 anos devem evitar doces, frituras e alimentos ricos em gordura. Este tipo de comida está relacionado à inflamação do organismo, o que atrapalha o processo de metabolismo hormonal, além de causar aumento de peso e indisposição.


Uma pesquisa publicada na Harvard Health Publishing em setembro de 2022 mostra que o consumo exagerado de alimentos inflamatórios pode acelerar o envelhecimento do cérebro, desencadeando quadros de demência.


5. Passar muito tempo em casa


Às vezes, ficar sozinho é bom, mas passar grande parte do tempo recluso pode ser um erro a partir dos 50 anos de idade. “Sem socializar, o indivíduo fica mais tempo parado, por exemplo, na frente da televisão ou do computador, normalmente acompanhado por muita comida. No processo, se gastam menos calorias e a consequência é o acúmulo de gordura, o que desacelera mais ainda o metabolismo”, diz o endocrinologista.


Fonte: Metrópoles

40 visualizações0 comentário
bottom of page