Como saber se seus níveis de estresse estão normais ou se há sinal de algo mais


Estresse é “uma resposta humana normal a qualquer coisa física ou emocional que coloque pressão sobre a pessoa”, disse Gail Saltz, professora clínica associada de psiquiatria do Hospital Presbiteriano de Nova York.


Estresse agudo, que é o estresse que surge durante um momento específico por um curto período de tempo, pode ser útil para atravessar essa situação específica, segundo Cynthia Ackrill, uma educadora mestre no domínio do estresse.


No momento, sua frequência cardíaca e respiração aceleram, disse ela. O estresse crônico ocorre depois que o sistema do corpo é acionado repetidamente, acrescentou.


O estresse em si não é ruim, mas se torna tóxico quando não se dissipa após o fim da situação estressante, disse Ackrill.


Quando o estresse pode ser algo mais


Pode ser difícil determinar quando o estresse se transforma em algo mais grave, como ansiedade e depressão, observou ela.


“Se a preocupação é intrusiva além do fator estressor, isso é ansiedade”, disse Ackrill. “Se a tristeza é um estado de espírito que você não consegue mudar além da situação, isso é depressão”.


O estresse por si só não é uma condição psiquiátrica, disse Saltz, mas pode exacerbar outras condições mentais, como depressão e transtorno obsessivo-compulsivo.


Também pode ser um sinal de transtorno de ansiedade geral, que é caracterizado por pelo menos seis meses de preocupação excessiva entre outros sintomas, de acordo com Alfiee Breland-Noble, psicólogo e fundador do Projeto AAKOMA, uma organização sem fins lucrativos de saúde mental para jovens.


Alguns sintomas comuns incluem problemas de sono, inquietação e dificuldade de concentração, acrescentou ela.


Por outro lado, se seu estresse se resolver depois que a situação passar e você for capaz de manter seu nível ideal no trabalho e na escola, pode ser apenas isso – estresse, disse Saltz.


Como buscar ajuda


Se você suspeita que pode ter estresse crônico ou outro distúrbio mental, Breland-Noble disse que você deve procurar ajuda de um profissional de saúde mental.


Antes de consultar um profissional, ela recomendou falar com um amigo de confiança ou membro da família para ver se eles notaram algo diferente em você também.

Respiração ajuda no controle do estresseFoto: Getty Images (damircudic)


Técnicas rápidas de alívio do estresse


Pessoas que se sentem estressadas também podem se beneficiar da meditação de atenção plena (ou mindfulness), disse Breland-Noble. Um exercício que ela recomendou envolve o uso de seus cinco sentidos para identificar coisas que você pode ver, ouvir, saborear, cheirar, tocar e então algo pelo qual você é grato.


“O foco necessário para listar cada uma dessas coisas geralmente é o suficiente para mover nossas mentes do que está nos estressando e ir para o momento”, disse ela.


Algumas pessoas podem encontrar alívio do estresse com exercícios aeróbicos, disse Saltz, como trinta minutos de atividade para aumentar sua frequência cardíaca.


Uma das técnicas mais antigas e simples é a respiração exercitada, disse Ackrill. “Ponha a mão na barriga e veja se consegue respirar para que o diafragma desça e a mão na barriga suba”, explicou ela.


Quando você desacelera sua respiração e concentra-se internamente, isso envia sinais para seu cérebro de que você está bem, disse Ackrill.


Existem centenas de outras técnicas de alívio do estresse online, ela disse, mas o que a maioria delas tem em comum é que elas limitam o seu cérebro de pensar sobre o passado ou o futuro e, em vez disso, o ajudam a se concentrar no presente.


Fonte: CNN

5 visualizações0 comentário