Com “kit Covid”, Ministério da Saúde planeja “Dia D” de enfrentamento ao coronavírus



O Ministério da Saúde vai realizar um “Dia D” de enfrentamento à Covid-19 em 3 de outubro com o intuito de divulgar informações sobre tratamento precoce e medicar pacientes. A pasta prevê a entrega de medicamentos do chamado “kit Covid” para a população, que reúne cloroquina, hidroxicloroquina, azitromicina e ivermectina. Vale lembrar que nenhuma das medicações tem comprovação científica para o tratamento da doença.


A pasta espera que o presidente Jair Bolsonaro fale do evento em sua tradicional live das quintas-feiras nas redes sociais. Um dia antes do evento, Bolsonaro também deve fazer um pronunciamento em cadeia nacional.


Sem dar detalhes, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, divulgou o evento na quinta-feira 24 durante reunião com gestores de estados e municípios. “É um esforço nacional que o SUS está fazendo para divulgar melhores práticas, para que possamos salvar mais vidas”, disse. Pazuello afirmou que há “pessoas sendo iludidas no País” sobre o tratamento. “Até hoje você encontra cartazes dizendo: está com Covid, fique em casa até ter falta de ar.”


Embora tenha dito que as ações ainda estão sendo planejadas, o ministério pretende anunciar o “Dia D”  com cartazes em locais de alta circulação, como aeroportos, shoppings, academias e restaurantes. Uma camisa com o slogan do evento e máscaras personalizadas também devem ser produzidas.


O governo Bolsonaro defende que a base do tratamento seja o uso do chamado “kit Covid”, opinião distinta à de diversos secretários locais. A divergência envolvendo os protocolos sobre a Covid-19 e a prescrição de medicamentos sem eficácia comprovada levaram à saída de Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich do Ministério da Saúde.


Fonte: Carta Capital

4 visualizações

© 2020 Portal Saúde Agora. Tudo sobre SAÚDE em um só lugar!

  • Instagram