Clínica no DF é interditada após suspeita de reutilizar seringas e agulhas em pacientes



Em meio à pandemia do novo coronavírus, a Vigilância Sanitária interditou uma clínica de saúde, localizada no Gama, suspeita de reutilizar seringas e agulhas em pacientes. Nesta quarta-feira (9), após receber denúncia de aglomeração, os agentes foram ao local que oferecia serviços médicos e odontológicos.


No estabelecimento, as equipes encontraram problemas de documentação, falta de registro da empresa de manutenção de ar-condicionado, ausência de testes biológicos que atestam a esterilização do espaço, além de indícios de que agulhas e seringas eram reutilizadas.

O estabelecimento foi autuado por desrespeitar as normas de segurança e de enfrentamento contra a Covid-19, determinadas pelo Executivo, e deverá ficar fechado por 15 dias, até que os donos regularizem a situação. O G1 não conseguiu falar com os responsáveis pelo local.

Segundo a Vigilância Sanitária, "a clínica desrespeitava os protocolos básicos sanitários". Na área de odontologia, os fiscais encontraram materiais sujos misturados com os limpos. Além disso, as seringas para moldagem estavam em local desapropriado, sem esterilização correta, afirma o órgão. A Vigilância Sanitária informou que a clínica funciona há alguns anos e que, em julho, foi notificada a apresentar os documentos necessários para o funcionamento. Entretanto, não cumpriu o prazo. Denuncie Quem quiser denunciar estabelecimentos que estejam desrespeitando as orientações de segurança contra o novo coronavírus ou qualquer norma sanitária, pode ligar para o telefone 162.


Fonte: G1

8 visualizações

© 2020 Portal Saúde Agora. Tudo sobre SAÚDE em um só lugar!

  • Facebook
  • Instagram