top of page

Cirurgia pioneira e arriscada: pintor recupera as duas mãos com primeiro transplante bilateral da Índia



Um pintor que havia perdido ambas as mãos em um acidente recebeu um novo conjunto de membros após uma cirurgia de alta complexidade no Hospital Sir Ganga Ram, em Délhi, na Índia. Raj Kumar passou por um transplante bilateral de mãos, que precisou de 11 médicos trabalhando durante mais de 12 horas para reconstruir ossos, artérias, veias, tendões, músculos, nervos e pele.


Como foi a cirurgia?


Em entrevista ao Indian Express, o médico Dr. Gambhir afirmou que Kumar foi selecionado para a cirurgia inovadora porque ele já era um amputado bilateral, e tiveram a oportunidade de captar ambas as mãos de Meena Mehta, uma mulher que morreu e era doadora de múltiplos órgãos.


— Depois que selecionamos o paciente e fizemos a compatibilidade sanguínea, descobrimos que ele era o candidato ideal para o paciente. Pegamos as mãos e primeiro fixamos os ossos com placas e parafusos e depois fixamos os músculos e depois a artéria e o nervo — disse o Dr. Gambhir.


Segundo o médico, a precisão e expertise foram as chaves para garantir a integração perfeita das mãos transplantadas no corpo de Kumar. O homem se recuperou em seis semanas após a cirurgia e recebeu alta nesta quarta-feira.


Como o pintor perdeu as mãos?


Raj Kumar perdeu as mãos em outubro de 2020, em um acidente em que foi atropelado por um trem. Ele estava atravessando os trilhos em Nangloi, quando sua bicicleta perdeu o controle. Kumar chegou a usar próteses, mas a adaptação não foi bem-sucedida.


Segundo o Times Now, Mehta, que atuou como chefe administrativa de uma escola de renome no sul de Délhi, se comprometeu a doar seus órgãos após seu falecimento. Seus rins, fígado e córneas foram doados para outras três pessoas, e suas mãos foram doadas ao pintor.


Fonte: O Globo

3 visualizações0 comentário

Σχόλια


bottom of page