top of page

Cientistas indicam melhor horário para jantar se você quer perder peso



Um estudo publicado na revista JAMA, nessa segunda-feira (8/8), traz uma indicação surpreendente para pessoas que desejam perder peso. O horário ideal para o jantar seria às 15h, de acordo com o levantamento. Além do benefício do emagrecimento, antecipar o horário da última refeição melhoraria a pressão sanguínea e o humor das pessoas.


Os cientistas da Universidade de Birmingham, nos Estados Unidos, recrutaram 90 adultos obesos, que foram divididos em dois grupos. Ambos seguiram uma dieta saudável e realizaram 150 minutos de exercícios por semana, ao longo de aproximadamente três meses.


O primeiro grupo seguiu uma rotina de jejum intermitente por seis dias semanais, no qual a última refeição era às 15h. Os participantes deste grupo perderam 6,3 quilos, enquanto os outros, que se alimentavam em horários convencionais, perderam 4 quilos.


“Os efeitos foram equivalentes a reduzir a ingestão calórica em 214 calorias diárias”, escreveram os cientistas na apresentação do estudo.

De acordo com eles, os benefícios podem ser atribuídos aos níveis de insulina, que ficam baixos por um período mais longo e, consequentemente, aumentam a queima de gordura e facilitam a perda de peso. “Qualquer pessoa que está tentando perder peso pode se beneficiar do jejum intermitente ou de restrições alimentares baseadas em horários”, argumentou o cirurgião bariátrico Mir Ali, que não participou do estudo, ao The Sun.


Entretanto, a restrição pode levar a maior sensação de fome durante o período no qual não é permitido comer, o que pode dificultar a adesão de parte das pessoas ao planejamento. Embora os pesquisadores acreditem que cessar as refeições mais cedo seja melhor, eles reconhecem que a medida pode não funcionar para todas as pessoas.


Uma alternativa possível seria encaixar a alimentação entre o meio-dia e às 20h, em vez de comer apenas entre às 7h e às 15h. Os especialistas recomendam, entretanto, que é necessário consultar um nutricionista para que ele recomende a melhor abordagem de acordo com as condições de saúde da pessoa.


Fonte: Metrópoles

5 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page