Cientistas elegem dieta mediterrânea como a melhor opção para 2022


 
 

Um painel de 27 especialistas e cientistas analisaram 40 dietas criadas em vários países para decidir qual é a melhor opção para adotar em 2022. Pelo quinto ano seguido, a vencedora foi a dieta mediterrânea: o famoso plano alimentar foi considerado flexível, variado e com poucas regras, facilitando a adoção. Os dados foram publicados na revista Us News & World Report.


O estilo mediterrâneo de comer também conquistou a primeira posição nas seguintes categorias: dietas mais fáceis de seguir; melhores dietas para uma alimentação saudável; melhores dietas para diabetes e melhores dietas à base de plantas.


“De um modo geral, as principais dietas são determinadas pelo que você pode comer – não pelo que você não pode comer. E agora, durante esses tempos estressantes da pandemia, é algo especialmente útil para as pessoas”, disse Gretel Schueller, editora de saúde da revista.


Estudos apontam que a dieta vencedora pode reduzir o risco de diabetes, colesterol alto, demência, perda de memória, depressão e câncer de mama. O estilo de alimentação também é associado ao fortalecimento dos ossos, saúde do coração e a longevidade.


A dieta apresenta receitas simples à base de plantas, com a maior parte de cada refeição concentrada em frutas e vegetais, grãos inteiros, feijão e sementes, com algumas nozes e grande consumo de azeite de oliva extravirgem.


Outras gorduras além do azeite, como a manteiga, são raramente consumidas. O açúcar e os alimentos refinados são reservados apenas para ocasiões especiais.


“Todas as dietas com bom desempenho são seguras, sensatas e apoiadas por ciência sólida. Os vencedores fornecem calorias adequadas com foco em vegetais, frutas e grãos inteiros; uma quantidade modesta de proteína magra, laticínios; e uma guloseima ocasional,” Schueller acrescentou.

Como seguir a dieta mediterrânea


Para introduzir o estilo de alimentação, comece cozinhando uma refeição por semana à base de feijão, grãos inteiros e vegetais, usando ervas e temperos para adicionar à mistura. Quando uma noite por semana for fácil, acrescente mais refeições do tipo na rotina.


Para o prato principal, coma pequenas quantidades de carne, isso significa não mais do que 85 gramas de frango ou carne magra. A dica é usar pequenos pedaços de frango ou fatias de carne magra para dar sabor a uma refeição à base de vegetais, como um refogado.


Recomenda-se comer peixes com pouca gordura e ricos em ômega 3, enquanto ovos, laticínios e aves podem ser consumidos em porções muito menores do que na dieta ocidental tradicional. As culturas mediterrâneas geralmente comem de sobremesa frutas da estação.


Algumas outras opções de doce são:

  • Peras no suco de romã com um pouco de mel e iogurte grego;

  • Abacaxi grelhado com mel;

  • Sorvete de fruta;

  • Figo ou tâmara recheados com queijo de cabra e nozes.


Dietas concorrentes


Em segundo lugar, ficaram empatadas as dietas DASH, que representa abordagens dietéticas para interromper a hipertensão e enfatiza a redução da ingestão de sal; e a flexitariana, que incentiva o vegetarianismo na maior parte das refeições.


As dietas campeãs reduzem ou eliminam os alimentos processados ​​e apostam em frutas, vegetais, feijões, lentilhas, grãos inteiros, nozes e sementes.


“Queremos alimentos que possamos desfrutar e mantenham nossa saúde, talvez até aumentem nossa imunidade. As dietas mais bem cotadas oferecem isso”, finaliza Schueller.


Fonte: Metrópoles

0 visualização0 comentário