Cientistas conseguem transformar células-tronco em osso usando o som


 
 

Uma das qualidades mais interessante das células-tronco é sua capacidade de se transformar em basicamente qualquer tecido do organismo humano. Para isso, elas devem ser estimuladas corretamente. Um novo estudo, publicado em janeiro de 2022 na revista científica Small, conseguiu convertê-las em células ósseas usando o som.


As ondas de alta frequência usadas pelos pesquisadores foram utilizadas 10 minutos por dia nas células-tronco, e elas começaram a se transformar em menos de cinco dias. O som foi capaz de “pressionar” os locais certos da célula para desencadear a mudança.


A ideia dos pesquisadores é que, no futuro, a técnica possa ser usada para repor fragmentos de ossos que forem danificados por cânceres ou outros tipos de doença neurodegenerativas.


“As ondas sonoras diminuem o tempo de tratamento usado normalmente em vários dias. O método também não exige nenhum tipo de medicamento que induza o crescimento ósseo e é muito fácil de aplicar em células-tronco” explica a cientista Amy Gelmi, do Royal Melbourn Institute of Technology, na Austrália, ao site da instituição.


Outro lado positivo é que a técnica funcionou com vários tipos de células-tronco, inclusive as retiradas da gordura corporal. Outros estudos que tiveram sucesso com a transformação em células ósseas precisavam de células-tronco retiradas da medula óssea do paciente, o que exige um procedimento bastante dolorido.


O uso de som também é barato e pode ser usado em larga escala, tratando uma grande quantidade de células-tronco ao mesmo tempo.


Os cientistas seguem com a pesquisa, que deve agora verificar se a técnica funciona fora do laboratório.


Fonte: Metrópoles

10 visualizações0 comentário