Cientistas brasileiros enviam 'carta de Natal' a governantes cobrando empenho no combate à pandemia



Um grupo de cientistas brasileiros elaborou uma "carta de Natal" para cobrar de autoridades locais, estaduais e federais empenho no combate à pandemia de Covid-19. O documento pode ser baixado e enviado por qualquer cidadão aos governantes (veja link ao final desta reportagem).


No texto, os pesquisadores – dos blogs de ciência da Unicamp e da Rede Análise Covid-19 – ressaltam o aumento de casos de Covid que vem sendo registrado no Brasil.

Eles citam a necessidade de testagem e rastreamento de casos e cobram medidas embasadas na ciência para o combate à pandemia. "Gostaríamos de solicitar um maior empenho do poder público com a saúde individual, pública e coletiva", dizem os cientistas na carta. "Seria fundamental que as políticas públicas tivessem, nestes momentos de crise, cientistas e técnicos de universidades e centros de pesquisa públicos do país", afirmam. Como exemplo da importância das medidas, eles comparam as cidades de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, e Montevidéu, no Uruguai, que têm aproximadamente a mesma população:

  • Na capital gaúcha, segundo eles, o rastreamento de contatos não foi feito e só as pessoas que tinham sintomas eram testadas: a cidade tinha 1.638 mortos até o dia 9 de dezembro.

  • Já a capital uruguaia, que fez o rastreamento e isolou os contatos, tinha 55 mortes até a mesma data.

Recomendações para festas de fim de ano Além da carta para os governantes, os pesquisadores também escreveram vários textos para a população em geral – especialmente sobre como se comportar nas festas de fim de ano.

"Estamos nos aproximando de uma das épocas mais sensíveis do ano. O Natal, sem dúvida, é um momento de confraternização e de estar junto – fisicamente junto", diz Mellanie Fontes-Dutra, idealizadora da Rede Análise Covid-19 e pós-doutoranda em bioquímica na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. "Mas esse ano, em virtude da pandemia, o fisicamente junto pode colocar em risco as pessoas que mais amamos e queremos proteger. A carta que nós escrevemos vem, justamente, pra fazer esse apelo: a nossa maior demonstração de amor, hoje, é nos manter fisicamente afastados. É nos cuidar, usar máscara", lembra Fontes-Dutra. "Dessa forma, nós disponibilizamos esse compilado de conteúdos na esperança de que jornalistas, autoridades e, principalmente, a sociedade, possa ter não só um Natal seguro – mas muitos próximos Natais, junto das pessoas que nós amamos", explica a cientista. Clique aqui para ver a íntegra da carta às autoridades e o conteúdo do blog.


Fonte: G1

4 visualizações0 comentário