Casal planeja parto, mas bebê nasce dentro de banheira de hotel em Maringá: 'Final feliz', diz mãe


O casal Guilherme e Rebeca Sasaki planejaram por meses o nascimento da segunda filha, chamada Lívia. Os dois desejavam um parto humanizado hospitalar para a criança. Apesar disso, de forma inesperada, o bebê nasceu dentro da banheira de um hotel, em Maringá, no norte do Paraná.


A pequena Lívia veio ao mundo no começo da madrugada de quarta-feira (18).

Imagens de câmeras de segurança registraram o momento em que o casal entra no hotel. Horas mais tarde, os dois deixam o local com a bebê nos braços.

Guilherme e Rebeca moram em Astorga, que fica a cerca de 50 km da cidade onde o bebê nasceu. Na terça-feira (17), os dois viajaram até Maringá, onde tudo estava pronto para o parto de Lívia.

Para que houvesse um parto humanizado, além da equipe médica, o casal contava com a presença de uma doula, enfermeira e profissionais multidisciplinares. Mas os planos começaram a mudar durante a noite de terça. "Como em Astorga não tem essa equipe de parto humanizado, resolvemos vir para Maringá. Quando chegamos e fomos avaliados pela equipe, o médico disse que eu ainda não estava em trabalho de parto ativo e que eu não poderia ser internada. Mas eu estava com muitas dores, sentia que algo estava acontecendo. Então, fomos para o hotel", disse Rebeca. O casal ficou cerca de três horas no hotel, que fica no Centro da cidade. No fim da noite, Rebeca começou a sentir contrações mais fortes e percebeu que tinha entrado em trabalho de parto. Não houve tempo de ir até o hospital.

Dentro da banheira de uma suíte, a mãe contou com o apoio do marido e também de uma irmã. Quando a doula e uma enfermeira chegaram ao local, o bebê estava nascendo. "Foi no tempo dela. Quando ela quis nascer, não tinha mais como sair do hotel. A gente não tem controle sobre a natureza. A vontade da Lívia nascer foi muito mais forte de que qualquer planejamento", lembrou o pai. Situação inusitada Funcionários do hotel acionaram os socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para buscarem Rebeca. Quando a equipe chegou ao local, Lívia tinha nascido e estava bem.

Mesmo assim, mãe e filha foram levadas para um hospital para que os profissionais pudessem avaliar melhor o quadro de saúde de ambas. As duas passam bem.

Guilherme e Rebeca contaram que viveram uma mistura de desespero, alegria e fortes emoções, do início do trabalho de parto até que Lívia chegasse de vez ao mundo. "Foi muito desesperador. Eu comecei a sentir a cabeça da Lívia, e pensava que teria que fazer o parto sozinha. Fiz as técnicas de concentração e respiração. Foi intenso, doloroso, nada romântico, mas com final feliz, de vitória e de muito empoderamento", disse. Mãe deu à luz filha dentro da banheira de um hotel, em Maringá — Foto: Arquivo pessoal O gerente do hotel onde Lívia nasceu, Eduardo Troian, disse que os funcionários nunca tinham vivenciado uma situação parecida. Apesar disso, os trabalhadores ajudaram no suporte e auxílio ao casal.

"A hotelaria é sempre muito surpreendente, mas um caso como esse foi a primeira vez. Todos que prestaram o atendimento ficaram muito emocionados. É um sentimento muito gratificante", afirmou o gerente.


Fonte: G1

5 visualizações0 comentário