Casal americano luta na justiça para adotar os próprios filhos gerados em barriga de aluguel



Um caso polêmico atraiu a atenção da mídia para o estado de Michigan, nos Estados Unidos. Segundo informações da rede televisiva FOX 17 — filiada da Fox na região —, um casal deverá passar por um processo de adoção na justiça para conseguir a guarda de seus próprios filhos, gerados através de barriga de aluguel.


Jordan e Tammy Myers apresentaram problemas para gerar um filho naturalmente, após a mulher passar por um caso grave de câncer de mama; então, Lauren VerMilye se ofereceu para gestar os bebês, que acabaram sendo gêmeos.


Após o nascimento prematuro, a justiça local decidiu que os pais biológicos não podiam ser reconhecidos como os guardiões das crianças. Isso, pois, uma lei de 1988, proíbe os “contratos de parentesco substituto”, que incluem os acordos de barriga de aluguel.


“É muito difícil ter que pular obstáculos legais e gastar muito dinheiro (no processo de adoção) apenas por causa de uma lei que é arcaica e desatualizada, especialmente quando tantos juízes estão concedendo essas ordens pré-nascimento em todo o estado”, declarou Jordan Myers.

Tammy acrescentou sua indignação dizendo que “a lei está muito desatualizada e foi criada durante uma época em que as mulheres não podiam dar à luz um bebê que não fosse delas”. Lauren VerMilye, a mulher que carregou Eames e Ellison em seu ventre, afirmou apoiar completamente o casal, alegando que se propôs a ajuda-los em um momento doloroso.


A luta continuará por meios legais, até o momento, juízes do condado de Kent estão se recusando a aceitar propostas dos advogados do casal, que buscam encontrar maneiras para reconhecer os Myers como os pais verdadeiros dos gêmeos.


Fonte: Aventuras na História

1 visualização0 comentário

© 2020 Portal Saúde Agora. Tudo sobre SAÚDE em um só lugar!

  • Instagram