top of page

Casais que dormem juntos correm menos risco de depressão que solteiros



Pesquisadores da Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, descobriram que os casais que dormem juntos colhem mais benefícios para a saúde física e mental em comparação às pessoas que dormem sozinhas.


Dividir a cama com um parceiro foi associado à melhor qualidade do sono e redução dos riscos de depressão, ansiedade, estresse e fadiga. Além disso, os parceiros se sentem mais próximos emocionalmente, mais seguros no relacionamento e têm melhor satisfação geral com a vida.


As pessoas que dormiam sozinhas, por outro lado, eram mais propensas a sofrer de insônia e de depressão, também sentiam menos satisfação com a vida e os relacionamentos.


Os resultados vêm de uma análise de dados de mil homens e mulheres do estado da Pensilvânia, em idade sexualmente ativa. Os participantes responderam a um questionário sobre como se sentiram em relação à qualidade do sono individual, saúde e satisfação.


Os dados do estudo, liderado pelo especialista do sono Michael Grandner, foram apresentados esta semana em uma conferência do sono nos EUA. Os detalhes serão publicados nos próximos meses.


“Dormir com um parceiro romântico ou cônjuge mostra grandes benefícios na saúde do sono, incluindo redução do risco de apneia do sono, gravidade de insônia do sono e melhora geral na qualidade do sono”, disse Grandner.

Dormir com os filhos


A pesquisa também analisou a qualidade do sono das pessoas que dividiam a cama com os filhos ou outros membros da família na maioria das noites.


Nessa situação, os adultos relataram pior qualidade do sono à noite e sonolência durante o dia seguinte.


“Nossas descobertas sugerem que, quer durmamos sozinhos ou com um parceiro, um membro da família pode afetar nossa saúde do sono. Ficamos muito surpresos ao descobrir o quão importante isso pode ser”, disse o autor do estudo, Michael Grandner.


Fonte: Metrópoles

3 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page