Carlos Alberto de Nóbrega revela quadro depressivo durante a quarentena: "Chorei ao ver o SBT vazio"



Na última sexta-feira (24), no Conversa com Bial, Carlos Alberto de Nóbrega revelou que teve um quadro de depressão devido ao período de isolamento social.


Afastado das gravações de A Praça É Nossa, o humorista acreditava que a quarentena duraria pouco mais de um mês, e quando se deu conta da situação, começou a desenvolver um quadro depressivo.


"A ordem do Silvio [Santos] foi que eu, ele e o Raul Gil só voltássemos quando tivesse a vacina. Então, eu comecei a ficar muito deprimido, com depressão, que é uma coisa que eu não sou, pois sou um cara alegre, pra frente e que acha que tudo vai dar certo", disse ele.

Tudo piorou quando o apresentador precisou ir até ao SBT para preparar as reprises do programa. Ao ver o estúdio vazio, Carlos ficou muito abalado: "Quando eu cheguei lá na televisão e vi aquilo vazio, cara, eu comecei a chorar dentro do carro, e chorei muito, mas muito mesmo. Foi aí que fiquei mal, pois aquilo é a minha vida, sabe? Eu vi o SBT crescer lá na [rodovia] Anhanguera".


Por fim, o humorista contou que chegou a implorar para voltar a gravar, mas tudo virou de cabeça para baixo quando Eliana foi diagnosticada com a Covid-19. "Eu falei: 'Pelo amor de Deus, me deixa voltar que preciso trabalhar'. O Silvio até aceitou impondo algumas condições. 'Pode gravar, mas você vai gravar fora do estúdio', ele me falou. Só que dois dias depois a Eliana pegou o vírus. Ou seja, esquece", finalizou.


Fonte: Contigo!

9 visualizações0 comentário