top of page

Caminhar de costas faz bem para a saúde? Especialista responde



Para a maioria das pessoas, caminhar é uma atividade automática e que não requer esforço consciente. Porém, até mesmo uma caminhada simples ajuda a diminuir o risco de doenças como diabetes, demência e problemas cardiovasculares.


Mas o que acontece se deixarmos de lado o piloto automático e desafiarmos o cérebro a andar para trás? De acordo com o professor de fisiologia clínica do exercício Jack McNamara, da University of East London, no Reino Unido, caminhar de costas tem ainda mais benefícios do que a versão tradicional.


“Quando andamos para trás, nosso cérebro leva mais tempo para processar as demandas extras de coordenação dos sistemas motor, vestibular (responsável pelo equilíbrio) e noção espacial. No entanto, esse maior nível de desafio traz mais benefícios para a saúde”, afirma o especialista em um artigo publicado no portal de divulgação científica The Conversation.


Um dos benefícios mais estudados de andar para trás é a melhoria da estabilidade e do equilíbrio. A prática pode melhorar a forma como caminhamos e o equilíbrio de adultos saudáveis que têm problemas no joelho, como a osteoartrite.


De acordo com McNamara, andar para trás nos leva a dar passos mais curtos e frequentes, levando a uma melhor resistência dos músculos da parte inferior das pernas. Como consequência, há redução da carga aplicada nas articulações.


“Adicionar mudanças na inclinação também pode alterar a amplitude de movimento das articulações e músculos. Com isso, há alívio da dor para condições como a fascite plantar, uma das causas mais comuns de dor no calcanhar”, diz.

Entre as outras vantagens da prática inusitada estão a melhora de dores na lombar e a melhoria do equilíbrio e da velocidade de caminhada em quem tem condições neurológicas ou sofreu um AVC. Na coluna, o benefício é provocado por causa da maior ativação dos músculos que a sustentam.


Ajuda a emagrecer


O professor de fisiologia clínica do exercício acrescenta que caminhar de costas também ajuda a emagrecer.


“Embora a caminhada normal possa ajudar a manter um peso saudável, andar para trás pode ser ainda mais eficaz. O gasto de energia é quase 40% maior do que andar na mesma velocidade para frente. Existe, inclusive, um estudo mostrando redução na gordura corporal de mulheres que completaram um programa de treinamento de caminhada ou corrida para trás durante seis semanas”, destaca.

Como começar?


McNamara sugere que, para começar a treinar de costas, é melhor praticar dentro de casa, para evitar colisões com objetos e pessoas, ou em um espaço ao ar livre, como um campo de futebol.


“Resista à vontade de olhar por cima do ombro. Mantenha a cabeça e o peito eretos o tempo todo. Caso comece em uma esteira, use os apoios laterais e vá soltando quando se sentir confiante”, indica o especialista.


Por fim, ele comenta que é importante começar aos poucos, realizando a atividade em distâncias curtas, inferiores a 20 metros.


Fonte: Metrópoles

4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page