top of page

Café da manhã tardio é pior para a saúde cardíaca, mostra estudo; entenda



Tomar o café da manhã mais tarde pode aumentar seu risco de ter doenças cardiovasculares. A conclusão é de uma pesquisa que mediu as consequências de hábitos da crononutrição, campo que estuda como o horário das refeições influencia a saúde.


Um grupo de pesquisadores de instituições europeias analisou dados da NutriNet-Santé, projeto lançado em 2009 que reúne informações de saúde de 175 mil pessoas na França. O estudo filtrou fatores como idade, hábitos e risco cardiovascular e chegou a cerca de 103 mil perfis de saúde para investigação.


A pesquisa concluiu que cada hora a mais de quem adia o café da manhã aumenta em 6% o risco de desenvolver problemas cardiovasculares. Portanto, tomar o desjejum às 10h traz 18% mais perigo para o coração do que começar o dia com uma refeição às 7h.


E comer até tarde no dia também eleva o risco cardíaco. Em comparação com quem encerra suas refeições às 20h, fazer uma boquinha depois das 21h traz um aumento de 28% na probabilidade de desenvolver problemas.


O estudo concluiu ainda que quanto maior o período de jejum entre o jantar ou ceia e o café da manhã no dia seguinte, menor é o risco neurovascular.


"Esse trabalho, que necessita de outros estudos de coorte de larga escala em diferentes cenários e usando outras abordagens complementares, ratifica a importância de adotar padrões de alimentação mais matutinos, o que corrobora estudos experimentais e observacionais anteriores", conclui o estudo publicado no periódico Nature Communications. "As conclusões sugerem que, além da qualidade da dieta em si, recomendações sobre o horário das refeições para pacientes e a população podem ajudar a promover melhor saúde cardiometabólica".


As conclusões fazem parte de um campo de estudo crescente sobre como os horários das refeições e a exposição à luz solar influenciam os ciclos circadianos — as oscilações biológicas que ocorrem ao longo de um dia.


Uma pesquisa do ano passado mostrou que pessoas que se alimentam até mais tarde queimam calorias mais lentamente e apresentavam mudanças genéticas que fazem o corpo armazenar mais gordura.


Outro estudo concluiu que a limitação do horário das refeições é positiva para pessoas com diabetes. Indivíduos que comeram apenas entre meio-dia e 20h perderam mais peso do que aqueles que mantiveram uma dieta de controle calórico sem restrição de horário.


Fonte: O Globo

1 visualização0 comentário
bottom of page