Cachorro de SC com doença crônica viaja o mundo com tutor em barbearia móvel



Quando o barbeiro catarinense Diego Araújo, de 34 anos, recebeu a notícia de que seu parceiro, o cachorro Gordo, viveria só por mais um ano, a rotina dele mudou por inteiro. O empreendedor sentiu que precisava aproveitar intensamente o tempo com o amigo. Ele criou uma barbearia móvel e, agora, pode trabalhar enquanto desbrava o mundo com o animal.


A aventura da dupla começou em Florianópolis, mas a ideia é seguir para o litoral de São Paulo ou do Rio de Janeiro. Depois, ele ainda quer conhecer países da América do Sul, como Argentina, Uruguai e Chile, além de desbravar os Estados Unidos. Diego vivia em Navegantes, e era dono de uma barbearia, junto a uma loja de surf e um estúdio de tatuagem. Quando Gordo foi diagnosticado com doença renal crônica, o sentimento de "viver intensamente" veio à tona. A vida tradicional não servia mais para ele. "Me falaram: ele vai viver até os dois anos, fiquei triste. Aí eu comecei a curtir com ele, levava para tudo que é canto: barbearia, festa, praia, 24 horas por dia juntos", conta Diego. O empreendedor conta que, certa vez, vendo tantas pessoas morrerem por Covid-19, olhou para o cachorro e falou: "Você vai morrer também né, cara? Se eu tivesse dinheiro eu ia te levar pra viajar o mundo". Foi aí que ele percebeu que poderia fazer uma barbearia móvel e levar o amigo para realizar o sonho. A doença Gordo é um bulldog inglês e descobriu a doença com apenas 1 ano. Segundo o veterinário dele, Éberson Moreira, a raça está bastante associada ao diagnóstico.

Moreira relata que Gordo chegou para consultar com apatia e falta de apetite. Com o tempo, o caso dele estabilizou, e na última vez que o cão fez o check-up, em 2021, ele pôde retirar a medicação, e manter somente a suplementação vitamínica e a ração especial. Em um primeiro momento, foi concluído que Gordo viveria somente até os 2 anos de idade. Mas, com o tratamento adequado, o cachorro já supera a expectativa e completou 4 anos. A barbearia móvel Do lado de fora do veículo, o slogan não deixa dúvidas: "Corto cabelo e barba para viajar o mundo". A frase tem atraído turistas e curiosos na Praia de Canasvieiras, no Norte da Ilha. Diego conta que, só no Carnaval, lucrou mais que nos cinco anos de barbearia fixa em Navegantes.

Florianópolis é o ponto de partida da aventura. "Pedi a Deus um ano para eu conseguir organizar tudo e começar a viagem", conta Diego. Ele passou cinco meses tentando encontrar uma van para montar toda estrutura e mais seis meses reformando completamente o veículo. O interior do veículo tem cama e espaço para a barbearia. A ideia, segundo ele, é de que a estrutura passe a ter também cozinha e banheiro para viajar com conforto.


Fonte: G1

3 visualizações0 comentário