top of page

Câncer de próstata: novo exame de sangue detecta doença em 94% dos casos



Um novo exame de sangue desenvolvido pela Oxford Biodynamics em colaboração com a Universidade de East Anglia, no Reino Unido, é capaz de detectar 94% dos cânceres de próstata. Chamado Prostate Screening EpiSwitch ou novo teste PSE, o teste é muito superior ao PSA, um dos métodos de diagnóstico menos invasivos disponíveis atualmente.

O método combina a tecnologia PSA com o teste epigenético EpiSwitch, que é justamente o que aumenta a confiabilidade do teste. De acordo com os pesquisadores, o novo teste tem um potencial significativo como diagnóstico de triagem preciso e rápido para esse tipo de câncer.

O exame foi avaliado em um estudo piloto envolvendo 147 pacientes. Os resultados foram comparados ao do PSA padrão e constatou-se que o PSE aumenta significativamente a precisão geral da detecção de homens em risco.

A técnica apresentou 92% de sensibilidade e 94% de especificidade. Isso significa que ela é capaz de fornecer com alta precisão resultados positivos e negativos.

"Atualmente não existe um teste único para o câncer de próstata, mas os exames de sangue PSA estão entre os mais usados, juntamente com exames físicos, exames de ressonância magnética e biópsias. No entanto, os exames de sangue de PSA não são usados ​​rotineiramente para rastrear o câncer de próstata, pois os resultados podem não ser confiáveis. Apenas cerca de um quarto das pessoas que fazem uma biópsia de próstata devido a um nível elevado de PSA são diagnosticados com câncer de próstata.", disse Dmitry Pshezhetskiy, pesquisador do estudo, em comunicado.

A próxima etapa da pesquisa será avaliar o teste em um grupo de homens onde o status do câncer é desconhecido.

“Este novo teste PSE é preciso, rápido, minimamente invasivo e barato. Se for bem-sucedido em estudos maiores, pode melhorar significativamente o diagnóstico de câncer de próstata”, escreveram os autores, em estudo publicado na revista científica Cancers. Câncer de próstata O câncer de próstata é o terceiro tumor mais comum no Brasil, depois do câncer de pele e do de mama. Em homens, é o mais prevalente. A evolução costuma ser silenciosa, mas alguns sintomas podem indicar a doença. São eles:

  • Dificuldade de urinar;

  • Demora em iniciar ou finalizar o jato urinário;

  • Diminuição do jato urinário;

  • Necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite;

  • Presença de sangue na urina

Afrodescendentes, histórico familiar (parentes e 1º grau com a doença) e obesidade são os principais fatores de risco para a doença. A avaliação da próstata é baseada em dois exames iniciais: o toque retal, onde o médico consegue avaliar se existe algum nódulo de consistência mais endurecida na próstata, e o exame de PSA. Esse é um exame de sangue que faz a dosagem da proteína antígeno prostático específico (PSA), que é produzida apenas pela próstata.

A Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) recomenda que homens do grupo de risco façam consultas periódicos e realizem anualmente o exame de PSA, a partir dos 45 anos de idade. Para a população em geral, a recomendação é a partir dos 50 anos.


Fonte: O Globo

14 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page